11 Lições de Yoga com Stan Lee

stan leeNrisimhananda Dasa

Com grandes poderes, vêm grandes responsabilidades… e muitas lições.

Em 12 de novembro de 2018, Stan Lee partiu deste mundo, deixando como legado uma revolução cultural e artística, transformando as revistas em quadrinho em uma poderosa forma de mídia e tornando os super-heróis um ícone pop. Filho de imigrantes judeus romenos, o jovem Stan sonhava em ser um escritor influente na literatura americana, mas enquanto não conseguia concretizar sua ambição pessoal teve que se contentar em trabalhar para a editora Marvel, roteirizando histórias de heróis mascarados, as quais considerava infantis.

No início da década de 60, depois de quase 20 anos atuando nesta indústria, Lee salvou os quadrinhos de um ostracismo iminente ao adicionar em seus heróis algo que lhes faltava: problemas! Ao roteirizar histórias de seres superpoderosos que salvavam o mundo durante o dia, mas que, ao final dele, deveriam salvar seus próprios casamentos, pagar as contas e cuidar da própria saúde debilitada, Stan criou personagens críveis, com os quais o público poderia se identificar, atraindo assim milhares de novos leitores e revitalizando o gênero de super-heróis, alçando as comics de entretenimento infantil para o status de arte.

Por ter inspirado tantas pessoas a acreditarem que anônimos também podem ser heróis e fazer a diferença no mundo, Stan Lee cativou seu lugar no coração de toda uma geração. Faremos então aqui nossa singela homenagem ao artista, revelando 11 lições de yoga saídas diretamente de suas páginas!

Lição 1: “Com Grandes Poderes…”

spiderman

Peter Parker é o estereótipo perfeito do nerd adolescente: vítima de bullying, impopular e incompreendido. Mas um dia sua vida muda quando ele é picado por uma aranha geneticamente alterada e desenvolve habilidades aracnídeas. Cansado de ser humilhado diariamente e das dificuldades econômicas de sua simples família, Parker passa a usar seus novos poderes apenas de forma egoísta, ganhando dinheiro como lutador profissional de luta-livre, ignorando assim o conselho do seu sábio tio Ben: “Com grandes poderes, vêm grandes responsabilidades.”

Ao testemunhar a fuga de um criminoso, Peter não faz nada para impedi-lo, pois não via aquele homem como problema seu. No entanto, o mesmo criminoso acaba por matar seu próprio tio pouco tempo depois, fazendo com que Peter refletisse sobre a verdadeira utilidade dos seus poderes, tornando-se então o Homem-Aranha, um herói altruísta preocupado com todos, apesar de seus atos bondosos nunca serem reconhecidos pela mídia, que frequentemente o confunde com um bandido.

A tradição do yoga explica que cada um de nós nasce nesta vida com uma vocação, e que quando a usamos para ajudar os outros, sem duplicidade e interesse por recompensas, estamos cumprindo o dharma, a nossa verdadeira missão nesta existência. É apenas se sintonizando com o dharma que alguém pode se sentir pleno e com propósito.

Lição 2: Há Males que Vêm para Bem

drstrange

O aclamado cirurgião Stephen Strange é um homem rico, famoso e excessivamente arrogante. Quando um acidente de carro danifica os nervos de sua mão, fazendo com que ele perca grande parte dos movimentos e da sensibilidade delas, o mundo de Strange vira de cabeça para baixo e ele gasta toda a sua fortuna pessoal em busca de uma cura impossível. No auge da sua frustração, Stephen ouve boatos sobre um poderoso Ancião tibetano que o poderia ajudar. Esgotado, o doutor deixa de lado seu grande ceticismo e usa suas últimas posses para encontrar o tal mestre. Porém, em vez de o ajudar a recuperar os movimentos de suas mãos, o Ancião deu a Stephen algo muito maior: corrigiu seu caráter, tornando-o um homem sábio e poderoso, o Mago Supremo.

Os grandes eruditos do yoga nos ensinam que todos os movimentos de nossa vida nada mais são do que um espelho do nosso passado. Através do karma, a dinâmica lei da ação e reação, o cosmos exerce sobre nós sua profunda pedagogia, permitindo que possamos nos deparar com os nossos velhos enganos e corrigi-los. Desta forma, por trás de todo incidente negativo, de toda situação desagradável e lamentável, existe uma valiosa lição, esperando para ser descoberta e aprendida – algo muito facilitado pela atuação de um guru genuíno.

Lição 3: Imortais… Pero no Mucho!

thor.jpg

Thor, o poderosíssimo deus do trovão, é um guerreiro inigualável em combate, sendo louvado e adorado por gerações de vikings. Tamanha força e honra faz que com Thor se torne irresponsável, acostumado a extravagâncias, inconsequente em suas ações e indiferente aos problemas do mundo. Vendo a tolice de seu filho, Odin, o Pai dos Deuses, bane Thor de Asgard, o lar dos deuses nórdicos, e faz com que ele viva na Terra na forma de um deficiente físico, para amadurecer.

Os Vedas nos informam que os deuses são seres de grande poder, longevidade inimaginável e prosperidade inatingível, que vivem em reinos mais sutis do que a Terra, possuindo a grande responsabilidade de administrar o funcionamento do Universo. No entanto, eles ainda são vítimas do ego, podendo experimentar os mesmos defeitos que os humanos, como ira, ciúme e avareza. E quando abusam da sua posição elevada, voltam a nascer como mortais neste mundo imperfeito, para retificarem sua mentalidade e poderem seguir em frente na sua jornada de autorrealização. Exemplos de deuses na literatura do yoga que tiveram de se retificar nascendo novamente na Terra incluem os filhos de Kuvera, o tesoureiro dos deuses, e até mesmo o próprio Indra, deus védico do trovão.

Lição 4: Demônio na Garrafa

tonystark

Tony Stark é um engenheiro mecânico, multimilionário e inventor genial. Vitimado pela explosão de uma granada que deixou fragmentos alojados perto de seu coração, Tony criou uma armadura tecnológica que poderia mantê-lo vivo e ainda poderia ser usada para combater ameaças mundiais, tornando-se assim o Homem de Ferro. Tendo enfrentado terroristas, alienígenas, seres de outras dimensões e outros vilões, o verdadeiro inimigo de Stark é o seu alcoolismo, que o levou a quase perder sua fortuna, a amizade de seus companheiros e sua própria sanidade.

O conhecimento espiritual do yoga também explica que todos aqueles que de alguma forma nos prejudicam, traem nossa confiança e nos decepcionam são apenas agentes do nosso próprio karma. Um verdadeiro yogi é conhecido como ajata-shatrava, aquele cujo inimigo nunca nasceu. Tal espiritualista sabe que todos os adversários externos são apenas projeções de suas próprias falhas internas e que seu maior esforço deve residir em combater sua própria ignorância, vícios e falta de misericórdia.

Lição 5: Wakanda, Forever!

black panther

Oculta em meio às densas savanas africanas está Wakanda, um reino milenar repleto de maravilhas tecnológicas construídas com o mais raro metal do mundo, o vibranium. Essa nação é governada pelo heroico Pantera Negra, um combatente do crime empoderado com ciência avançada e o misticismo da erva-coração. Mas a verdadeira força do Pantera está no homem por trás da máscara, o nobre rei T’Challa, um homem simples, preocupado com cada necessidade de seu povo, sempre disposto a se doar pelo próximo.

As sagradas escrituras da Índia mostram que todos possuem um reservatório infinito de felicidade dentro de si mesmos. Mas a única forma de acessá-la é justamente deixando de lado o hedonismo e as preocupações egoístas e cultivar um forte senso de serviço e reverência por todas as entidades vivas, assim como o soberano T’Challa. Paradoxalmente, somos felizes quando abandonamos a própria busca por satisfação pessoal e nos dedicamos ao bem-estar alheio!

Lição 6: O Homem sem Medo

daredevil

Certo dia, o jovem Matt Murdock salva a vida de um idoso que seria atropelado por um caminhão, às custas de sua própria visão, que é perdida devido a um tubo radioativo que cai do mesmo veículo. Com o tempo, Murdock percebe que todos os seus demais sentidos se tornaram aguçados e sobre-humanos e vira o herói Demolidor, sempre lutando contra gangues, mafiosos e políticos corruptos. Envolvido pelo que há de pior no submundo de Nova Iorque e com o que há de mais sujo na espécie humana, Matt nunca se deixa corromper, se refugiando nas instruções da sábia freira Maggie. Ele aprende com ela a confiar em Deus, passando então a ser conhecido como “o Homem sem Medo”.

A sabedoria do yoga nos revela que a fonte de todas as nossas dificuldades reside na nossa tendência de querer controlar o mundo, o destino e aqueles com quem convivemos. Para alguém com esta mentalidade, todas as situações passadas de sua vida na qual ele não conseguiu sucesso viram motivo para grande lamentação, e o acúmulo de tais frustrações cria uma sombra sobre o seu coração, gerando ansiedade pelo futuro. Iludida pelo medo do fracasso, tal pessoa mesquinha se deixa corromper em troca de proteções fugazes. Apenas aquele que desenvolveu confiança no controle divino pode abandonar definitivamente o medo e viver com a consciência pura.

Lição 7: Os Filhos do Átomo

xmen.jpg

Devido a um súbito salto evolutivo, a raça humana atingiu seu próximo degrau com os Homo Superior, mutantes nascidos de pais comuns, que manifestam poderes extraordinários a partir da puberdade. Temerosa e confusa, a humanidade passa a perseguir os mutantes, fazendo com que muitos deles se revoltem e vivam de forma marginalizada. Para remediar esta situação, o Professor Charles Xavier cria uma escola para acolher e orientar jovens mutantes, de forma que aprendam a usar seus dons para o bem e protejam o mundo como os X-Men.

Na cultura védica, as pessoas socialmente mais relevantes sempre foram os educadores, que, assim como Xavier, possuíam o raro talento de ajudarem seus pupilos a encontrar seu lugar neste mundo, entendendo primeiro a si mesmo e fazendo as pazes com seu próprio karma. Tais tutores eram responsáveis por transmitir tanto conhecimento material quanto sabedoria espiritual para seus alunos, tornando-os pessoas verdadeiramente íntegras. Trazer estes elementos de volta para a educação contemporânea é um grande desafio que teremos que abraçar se quisermos criar uma sociedade mais justa, igualitária e harmoniosa!

Lição 8: Em Família

4fantastic

Enquanto fazia uma viagem espacial experimental, o cientista Reed Richards e toda sua tripulação tiveram seus genes modificados por raios cósmicos, adquirindo poderes especiais. De volta à Terra, eles decidiram usar suas habilidades incríveis para proteger o mundo como o Quarteto Fantástico. No entanto, todos eles possuíam fraquezas notáveis: Reed é excessivamente frio e incapaz de sentir empatia, Sue tem pouca autoconfiança, Johnny é imaturo, e Ben é temperamental. Ao perceberem tais limitações em si mesmos, eles entendem que suas personalidades e poderes são complementares e que se quisessem ter sucesso não deveriam apenas atuar como uma equipe de heróis, mas, sim, como uma família.

Krishna, o pai do yoga, declara que toda a humanidade é como uma grande família universal, pois todos derivam da mesma fonte divina. Krishna compara também a sociedade humana a um corpo cósmico, onde cada membro tem seu valor: o estômago não pode obter alimentação adequada sem a ajuda das mãos, que por sua vez não podem se nutrir sem o estômago. Da mesma forma, todos os seres são interdependentes e igualmente indispensáveis para o bom funcionamento da sociedade: um simples trabalhador manual que desempenha seu serviço com carinho e esmero, um agricultor consciente e cuidadoso com a natureza, um administrador ativamente dedicado aos bem-estar dos seus subordinados e um filósofo que desenvolveu verdadeiro amor pelo conhecimento – cada um à sua própria maneira está ajudando a criar uma realidade mais harmoniosa.

Lição 9: O Médico e o Monstro

hulk

Ao salvar um adolescente de um acidente em uma instalação militar norte-americana, o pacífico Doutor Bruce Banner foi afetado pela radiação gama, liberando seu alter ego, um monstro esmeralda de proporções hercúleas, chamado Hulk. Inicialmente, sendo movido apenas pela fúria até então contida de Banner, o Hulk vai aos poucos se tornando mais consciente e equilibrado e passa a usar sua força descomunal para ajudar inocentes.

No yoga, aprendemos que todos os nossos defeitos podem ter uma utilidade benéfica, quando adequadamente canalizados, assim como a raiva de Banner. Por exemplo, com a tendência a achar defeitos, alguém pode evitar muitos equívocos, ao cobiçar as qualidades de outra pessoa alguém pode desenvolver o ímpeto para desenvolvê-las também, e através da ira consciente e livre de inveja, é possível combater injustiças.

Lição 10: Avante, Vingadores!

avangers

Para enfrentar ameaças que sozinhos não eram capazes, o Homem de Ferro, Hulk, Thor, Homem-Formiga e a Vespa se unem formando a maior equipe de defensores da Terra: os Poderosos Vingadores! Mas para se manterem coesos e unidos precisam primeiro aprender a tolerar as diferenças entre seus pontos de vista e a terem paciência com os defeitos uns dos outros.

Um dos grandes requisitos da vida espiritual, segundo o conhecimento védico, é justamente trabalhar em equipe com pessoas que possuem a mesma meta. Essa união de forças é conhecida como sat-sanga. Um verdadeiro yogi não é orgulhoso e sabe que sozinho não conseguirá solucionar seus próprios problemas, aceitando agradecidamente todo auxílio que receba. Ao mesmo tempo, ele é muito amoroso e está sempre disposto a fornecer ajuda e aconselhamento para quem precisa. E por entender que sat-sanga pode purificar a todos, ele aceita de bom grado os inconvenientes de ter que partilhar sua vida e missão com companheiros que são cheios de falhas, cultivando assim a arte da humildade.

Lição 11: O Primeiro Vingador

o primeiro vingador

Devido à sua incapacidade de cooperarem adequadamente, os Vingadores ficam próximos da extinção. É neste momento que eles encontram o corpo congelado de Steve Rogers, herói da II Guerra Mundial, conhecido também pelo codinome Capitão América. Ao ser reanimado, Steve tem que aprender a viver em um mundo que não é seu, já que passou dezenas de anos em coma no bloco de gelo. E como parte do seu processo de readaptação, o valoroso Capitão abraça a missão de liderar os Vingadores, usando sua sobriedade, bondade e lealdade incondicional para fazer com que todos os demais heróis se unam e alcancem todo o seu potencial.

Este é o papel do guru, o espiritualista experiente, que com paciência, entusiasmo e confiança ilumina cada um que se abre para receber suas instruções, que com grande respeito e cuidado disciplina cada um dos seus seguidores, e que constantemente incentiva seus discípulos, realçando o que há de melhor neles. O verdadeiro mestre nunca age com vaidade, senão que representa com desapego seu próprio guru.

Lição Extra

extra“Eu sou Aquele que está acima de Todos. Eu vejo através de muitos olhos. Eu construo com Minhas muitas mãos. Eles são eles, mas eles estão em mim também. Eu sou todo-poderoso. Minha única arma é o amor. O mistério me intriga.”

Com essas palavras, One-above-all (Aquele acima de Tudo), como é conhecido Deus no Universo Marvel, define a Si mesmo. Diferentemente de Thor e outros deuses, One-above-all é sempre transcendental, perfeito, puro, intocado pelo mal.

Quando o Doutor Estranho se encontra com a Eternidade personificada, ela lhe diz: “Eu e meu irmão, Morte, compreendemos toda a sua realidade, ó grande místico! Mas nem ele, nem eu somos Deus, porque Deus governa todas as realidades!”

O próprio Thor certa vez expôs o seguinte pensamento sobre Ele: “Mesmo eu, filho de um dos mais poderosos de todos os deuses, acho impossível conceber tais níveis de poder Dele! E é um pensamento humilhante considerar quão maior o Criador de todos os Universos deve ser do que todas as Suas criações combinadas!”

E mesmo sendo tão poderoso, One-above-all é o ser mais humilde, preocupado com suas mais ínfimas criaturas. Certa vez, quando Peter Parker, o Homem-Aranha, estava sofrendo com a morte da sua tia May, o ser todo-poderoso aparece para ele na forma de um simples mendigo e docemente o consola, explicando que devemos ser amorosos e preocupados com quem convivemos, mas que devemos deixá-los partir tranquilamente na devida hora, já que a alma é eterna e, portanto, está sempre em segurança.

Os Vedas nos revelam que Deus age exatamente dessa forma, sendo pleno de todas as opulências, fonte de toda a energia material e espiritual e raiz da existência. E, no entanto, Ele humildemente entra no coração de cada entidade viva, guiando-as em suas andanças, inspirando-as com insights e dirigindo suas vidas. Além disso, Ele constantemente vem ao mundo como avatar, agindo como uma pessoa comum, intercambiando íntimas relações amorosas com todos, protegendo os espiritualistas, refreando o avanço do mal e ensinando o sagrado caminho do dharma. Krishna, a Suprema Personalidade de Deus, age exatamente como um simples pastor de vacas, mas Ele também nos presenteou com o grande tratado de espiritualidade conhecido como Bhagavad-gita e Suas palavras profundas e eternas podem transformar o coração de todos, ajudando qualquer um que queira entender o sentido da vida.

Leia também: Sabedoria Jedi: 4 Lições de Yoga com o Mestre Yoda | Cinco Lições de Yoga com Doutor Estranho.

Adquira e receba em casa:

livro2 capa veda3D caminho de casa

Anúncios