As 64 Qualidades de Sri Krishna: Qualidades de 33 a 40

08 R (artigo - Krishna) As 64 Qualidades  de Krsna - 33 a 40 (1200)A.C. Bhaktivedanta Swami Prabhupada
(Excerto da obra O Néctar da Devoção)

Respeitoso, gentil, generoso, tímido, protetor das almas rendidas, feliz, benquerente de Seus devotos, controlado pelo amor.

33. Respeitoso

Aquele que mostra adequado respeito pelo mestre espiritual, por um brahmana e por uma pessoa idosa é compreendido como sendo respeitoso.

Quando pessoas superiores reuniam-se perante Krishna, Ele, em primeiro lugar, ofe­recia respeitos a Seu mestre espiritual, depois a Seu pai e, em seguida, a Balarama, Seu irmão mais velho. Dessa maneira, o Senhor Krishna, Ele cujos olhos são como flores de lótus, era completamente feliz e puro de coração em todas as Suas relações.

34. Gentil

Chama-se “gentil” qualquer pessoa que não se torna insolente nem exibe natureza envaidecida.

O exemplo da conduta gentil de Krishna manifestou-se quando Ele rumava à arena do sacrifício rajasuya planejado por Maharaja Yudhisthira, Seu primo mais velho. Maharaja Yudhisthira sabia que Krishna é a Suprema Personalidade de Deus, e ele estava tentando descer de sua quadriga para receber Krishna. Contudo, antes que Yudhisthira pudesse descer, o Senhor Krishna desceu de Sua própria quadriga e prostrou-Se imediata­mente aos pés do rei. Embora Krishna seja a Suprema Personalidade de Deus, Ele jamais Se esquece de seguir a etiqueta social em Suas relações.

35. Generoso

Qualquer pessoa que naturalmente se conduz de forma muito apreciativa é conside­rada generosa.

Uma declaração feita por Uddhava após o roubo da joia Syamantaka confirma que Krishna é tão amável e benevolente que, se um servo é acusado até mesmo de grandes ofensas, Krishna não leva isso em consideração. Ele simplesmente considera o serviço prestado por Seu devoto.

36. Tímido

Aquele que algumas vezes exibe humildade e acanhamento é considerado tímido.

Como se descreve no Lalita-madhava, Krishna manifestou Sua timidez ao erguer a colina Govardhana com o dedo mindinho de Sua mão esquerda. Todas as gopis obser­vavam a maravilhosa proeza de Krishna, e Krishna também sorria olhando para as gopis. Quando o olhar de Krishna passou pelos seios das gopis, Sua mão começou a tremer, motivo pelo qual todos os vaqueiros que se encontravam debaixo da colina ficaram um pouco apreensivos. Nesse momento, ouviu-se um som tumultuoso e ensurdecedor, momento no qual eles começaram a orar a Krishna pedindo proteção. O Senhor Balarama, nesse instante, estava sorrindo pensando em como os vaqueiros haviam se assustado com o tremor da colina Govardhana. Krishna, porém, quando viu Balarama sorrindo, pensou que Balarama houvesse percebido o que Ele estava pensando enquanto observava os seios das gopis, devido a que Se acanhou imediatamente.

37. Protetor das almas rendidas

Krishna é o protetor de todas as almas rendidas.

Certo inimigo de Krishna sentiu-se entusiasmado com a ideia de que não precisava temer Krishna porque, caso simplesmente se rendesse a Krishna, este lhe daria toda proteção. Algumas vezes, Krishna é comparado à Lua, a qual não hesita em distribuir seus raios suavizan­tes mesmo sobre as casas dos chandalas e de outros intocáveis.

38. Feliz

Qualquer indivíduo que é sempre jovial e não se deixa afetar por nenhuma aflição é considerado feliz.

No que diz respeito ao desfrute de Krishna, declara-se que os ornamentos que decoravam os corpos de Krishna e de Suas rainhas estavam além dos sonhos de Kuvera, o tesoureiro do reino ce­lestial. Sequer os semideuses que vivem no reino celestial poderiam conceber em imaginação o constante dançar que acontecia perante as portas dos palácios de Krishna. No reino celestial, Indra sempre vê as moças da sociedade dançando. Contudo, nem mesmo Indra poderia imaginar quão belas eram as danças realizadas nos portões dos palácios de Krishna. Gauri significa “mu­lher branca”, e a esposa do Senhor Shiva chama-se Gauri. As belas mulheres que residiam nos palácios de Krishna eram tão mais brancas que Gauri que eram comparadas ao luar, e Krishna podia vê-las constantemente. Não há ninguém, portanto, que possa estar des­frutando mais do que Krishna. Concebe-se desfrute como belas mulheres, ornamentos e riquezas. Todas essas coisas estavam fabulosamente presentes nos palácios de Krishna, derrotando até mesmo a imaginação de Kuvera, do Senhor Indra ou do Senhor Shiva.

Sequer a mais insignificante aflição pode aproximar-se de Krishna. Algumas das gopis, certa vez, foram até o lugar onde os brahmanas executavam sacrifícios e disseram: “Queridas esposas dos brahmanas, saibam que sequer um insignificante ves­tígio de aflição pode aproximar-se de Krishna. Ele não sabe o que é perda ou difama­ção, é destituído de medo e ansiedade e desconhece o significado de desventura. Ele está sim­plesmente rodeado pelas dançarinas de Vraja e desfruta da companhia delas na dança da rasa”.

39. Benquerente de Seus devotos

Declara-se que, caso os devotos de Krishna ofereçam com devoção mesmo apenas um pouco d’água ou uma folha de tulasi ao Senhor Vishnu, o Senhor Vishnu é tão amável que, em troca, dará a Si mesmo a eles.

08 R (artigo - Krishna) As 64 Qualidades  de Krsna - 33 a 40 (1200) (bg)1Krishna arma-Se com uma roda de quadriga e vai de encontro a Bhisma.

Krishna mostrou Seu favoritismo por Seus devotos ao lutar com Bhisma. Quando o avô Bhisma jazia prestes a morrer na cama de flechas, Krishna encontrava-Se diante dele, e Bhisma estava se lembrando de como Krishna tinha sido amável para com ele no campo de batalha. Krishna prometera que, durante a Batalha de Kurukshetra, sequer tocaria em armas para ajudar algum dos dois lados: Ele Se manteria neutro. Embora Krishna fosse o quadrigário de Arjuna, Ele prometeu que não Se valeria de nenhuma arma para ajudar Arjuna. Um dia, entretanto, com a intenção de anular a promessa de Krishna, Bhisma mostrou seu espírito de luta tão esplendidamente contra Arjuna que Krishna foi obrigado a descer de Sua quadriga. Tomando de uma roda de quadriga quebrada, Ele correu em direção ao avô Bhisma assim como um leão corre em direção a um elefante com o objetivo de matá-lo. O avô Bhisma lembrou-se deste incidente e, mais tarde, louvou Krishna por Seu glorioso favoritismo por Seu devoto, Arjuna, mesmo com o risco de faltar ao que havia prometido.

40. Controlado pelo amor

08 R (artigo - Krishna) As 64 Qualidades  de Krsna - 33 a 40 (1200) (bg)2Krishna e Sua esposa recepcionam Sudama Vipra.

Krishna fica agradecido ao espírito amoroso do devoto, e não exatamente ao serviço prestado. Ninguém pode servir Krishna completamente. Ele é tão completo e autossufi­ciente que não necessita de serviço algum do devoto. É a atitude de amor e afei­ção do devoto por Krishna que O faz agradecido. Um excelente exemplo deste compor­tamento de gratidão manifestou-se quando Sudama Vipra foi até o palácio de Krishna. Sudama Vipra fora colega de escola de Krishna, e, por causa de sua pobreza, sua esposa induziu-o a visitar Krishna com a finalidade de Lhe pedir ajuda. Quando Sudama Vipra chegou ao palácio de Krishna, este o recebeu muito bem, e tanto Ele quanto Sua esposa, mostrando respeito a Sudama Vipra, lavaram os pés do brahmana. Recordando-Se das atividades amorosas que compartilhara com Sudama na infância, Krishna colocou-Se a verter lágrimas enquanto o recebia.

08 R (artigo - Krishna) As 64 Qualidades  de Krsna - 33 a 40 (1200) (bg)3Por amor, Krishna Se permite ser amarrado por mãe Yashoda.

Outro exemplo da gratidão de Krishna a Seu devoto é relatado no Srimad-Bhagavatam (10.9.18), onde Shukadeva Gosvami diz ao rei Parikshit: “Meu querido rei, ao ver mãe Yashoda transpirando, cansada de tentar amarrar Krishna com uma corda, Krishna cedeu e deixou-Se amarrar por ela”. Quando criança, Krishna perturbava Sua mãe com Suas travessuras, em decorrência do que ela queria amarrá-lO. Mãe Yashoda buscou uma corda em casa e tentou amarrar o filho, mas não pôde dar um nó devido ao tamanho curto da corda. Ela emendou muitas cordas, mas a corda continuava ainda muito curta. Transcorrido algum tempo, sentiu-se muito cansada e começou a suar. Nesse momento, Krishna con­cordou em ser amarrado por Sua mãe. Em outras palavras, ninguém pode prender Krishna por algum meio senão o amor. Ele é preso por gratidão unicamente a Seus devotos, isso em virtude do amor extático que possuem em relação a Ele.

.

Se gostou deste material, também gostará destes: As 64 Qualidades de Sri Krishna: Introdução e Qualidades de 1 a 8, As 64 Qualidades de Sri Krishna: Qualidades de 9 a 16, As 64 Qualidades de Sri Krishna: Qualidades de 17 a 24, As 64 Qualidades de Sri Krishna: Qualidades de 25 a 32, Um Amor Interminável, Krishna: Sua Posição, Seu Nascimento e Sua Morada, Krishna, A Suprema Personalidade de Deus.

.

Se gostou deste material, também gostará do conteúdo destas obras:

08 R (artigo - Krishna) As 64 Qualidades  de Krsna - 33 a 40 (1200) (bg)408 R (artigo - Krishna) As 64 Qualidades  de Krsna - 33 a 40 (1200) (bg)5 08 R (artigo - Krishna) As 64 Qualidades  de Krsna - 33 a 40 (1200) (bg)608 R (artigo - Krishna) As 64 Qualidades  de Krsna - 33 a 40 (1200) (bg)7

Uma resposta

  1. Pingback: Artigos e Palestras | Volta ao Supremo | Página oficial

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s