Como Tirar o Máximo Benefício do Cantar dos Santos Nomes

capa - mantra

Shachinandana Swami
(Trecho da obra Amrita Vani)

O canto dos santos nomes de Deus, em profunda consciência de nosso relacionamento com Ele, é a meditação recomendada para os tempos atuais. Com uma postura correta, poderemos experimentar os completos benefícios desta prática.

Em eras anteriores, havia diferentes formas prescritas para se alcançar a liberação. Em Satya-yuga, aconselhava-se a meditação; em Treta-yuga, realizavam-se grandes sacrifícios para a satisfação do Senhor Vishnu, e, em Dvapara-yuga, a liberação era atingida por meio da adoração ao Senhor em suntuosos templos. Todavia, nesta era atual, Kali-yuga, a única forma de progredir espiritualmente é através do canto do santo nome de Deus.

Em uma passagem do Srimad-Bhagavatam (12.3.51), encontramos uma conversa entre o sábio Karabhajana Muni e o rei Nimi Maharaja, a qual confirma isso:

kaler dosha-nidhe rajann
asti hy eko mahan gunah
kirtanad eva krishnasya
mukta-bandhah param vrajet

“Meu querido rei Maharaja Nimi, embora Kali-yuga seja um oceano de defeitos, ainda resta uma boa qualidade: pelo simples fato de cantar o maha-mantra Hare Krishna, Hare Krishna, Krishna Krishna, Hare Hare/ Hare Rama, Hare Rama, Rama Rama, Hare Hare podemos nos livrar do cativeiro material e elevar-nos ao reino transcendental.”

mantra - 1

A melhor meditação para os tempos atuais é meditar nos santos nomes de Deus.

No mundo ocidental, costuma-se pensar que o sistema de yoga se fundamenta em meditar no vazio. Porém, as escrituras védicas não aconselham meditar em nenhum tipo de vazio, senão que os Vedas, na verdade, definem yoga como meditar em Krishna. Contudo, como se medita em Krishna e em Seu santo nome? Consideremos algumas técnicas:

Abra o Coração

Facilite o aparecimento de sentimentos devocionais genuínos.

Permita-se Receber a Graça Divina

Facilite a atuação do santo nome cantando na disposição de sharanagati, ou rendição, de modo que você se torne um receptáculo apropriado.

Alinhamento – Cantar Atento

A fim de entrarmos na prática do cantar do santo nome, precisamos primeiramente nos alinhar. Alinhamento significa simplesmente “colocar em linha” ou “conectar de maneira apropriada”. Alinhar-nos para o cantar dos santos nomes é sumamente importante se queremos foco e energia em nossa prática. Há três itens que precisam ser alinhados: o corpo, a mente e o coração.

Alinhe Seu Corpo

Traga seu corpo para a sua prática. Sente-se apropriadamente em algum local onde é pouco provável que será incomodado. Então, pronuncie o mantra claramente com sua boca. Enquanto canta japa, cante em um bom ritmo, conte as contas apropriadamente (um mantra por conta) e sente-se em uma postura que garanta sua máxima concentração e presença. De acordo com Bhaktivinoda Thakura, uma volta de japa dura cerca de seis ou sete minutos. Se você canta mais rápido ou mais devagar do que isso, não se preocupe. Entretanto, caso você perceba que concluiu uma volta em três minutos ou que ainda está cantando a mesma volta após quinze minutos, atente de modo a tentar descobrir se você está realmente atento ao seu cantar e se está contando cada mantra apropriadamente – a menos, é claro, que você tenha sido tomado de êxtase.

Alinhe Sua Mente

A essência do foco mental é voltar a mente para o cantar quando quer que ela se desvie dele. Existem ferramentas que podem ajudá-lo a manter seu foco. Talvez você possa se valer de cartões com os nomes individuais do maha-mantra escritos neles, ou olhar para as formas divinas de Radha e Krishna (deidades, pinturas ou imagens mentais) enquanto canta (isso se chama meditação traktaka). Em seu cantar, você pode simplesmente focar sua visão interior nos nomes como se estivesse lendo o maha-mantra em um papel.

Apesar da existência de tais técnicas, Srila Prabhupada diz que o ponto mais importante é simplesmente se concentrar em ouvir o som do mantra: “Você tem de cantar e ouvir. Você tem que cantar com sua língua e ouvir o som. Isso é tudo. O que a mente tem a ver com isso?” (Caminhada matinal, 3 de fevereiro de 1975, Havaí)

Alinhe Seu Coração

Alinhar o coração no cantar é o ponto mais importante de todos. Em seu Sri Bhagavatarka Marici-mala (13.16), Srila Bhaktivinoda Thakura, citando o Srimad-Bhagavatam (6.11.26), recomenda que se cante o santo nome com a seguinte disposição: “Que minha mente sempre esteja ávida por ver-Vos, tal como filhotes de passarinhos desejam sua mãe, tal como bezerros famintos anseiam por beber o leite de suas mães, e tal como uma esposa absorve-se em pensar em seu esposo quando este está fora de casa.”

Para se cantar com semelhante avidez, é necessário apego espiritual. Contudo, ai de nós, nosso coração está preso pelas cordas do apego por este mundo. A fim de ampliarmos nosso apego pelo santo nome, podemos apenas recorrer ao compassivo mestre das almas rendidas, Sri Krishna, e orar a Ele pedindo-Lhe que amplie nossa afeição por Ele.

mantra - 2

Devemos orar a Krishna pedindo que nos dê apego ao cantar dos santos nomes.

Srila Rupa Gosvami recomenda a entoação da seguinte oração para o aumento do apego espiritual: “Ó santo nome! Vós Vos manifestais em muitíssimas formas, como Aghadamana, o subjugador do demônio Agha; Yashodanandana, o filho de Yashoda; Nandasuna, o filho de Nanda Maharaja; Kamalanayana, aquele possuidor de olhos de lótus; Gopicandra, a lua das gopis; Vrindavanendra, o Senhor de Vrindavana; Pranatakaruna, o compassivo mestre das almas rendidas, e Krishna, o todo-atrativo. Ó santo nome, concedei-me a bênção de que meu apego por Vós cresça continuamente.” (Sri Krishna-namastaka 5)

Coração alinhado, ou cantar atento, significa realmente cantar com apego pelo proprietário do nome.

Relacionamento

O próximo passo que nos propiciará um cantar cheio de energia, vigor e bem-sucedido é o cantar acompanhado da percepção de nosso relacionamento com Krishna. O termo sânscrito comumente traduzido por “relacionamento” é sambandha, cujo significado literal é “totalmente cativado”.

Srila Bhaktivinoda Thakura declara no Harinama-chintamani (3.15) que, caso cantemos sem consciência de nosso relacionamento com Krishna, auferiremos apenas a sombra do santo nome, e não o nome real. O que acontece quando você come apenas a sombra de uma refeição? Você continua com fome e sente a necessidade de ir a outro lugar para satisfazer seu apetite. Similarmente, tendemos a buscar a felicidade em coisas ilusórias quando experimentamos apenas a sombra do santo nome. Nosso coração se sente espiritualmente fraco, e ficamos propensos a ofender o santo nome. Em decorrência de tais anarthas, ou atos contrários ao nosso interesse pessoal, o nosso progresso pode ser quase completamente estorvado.

De maneira a findarmos o “cantar da sombra do nome”, Srila Bhaktivinoda Thakura recomenda uma simples meditação que fixa a mente em um entendimento correto de nossa posição em relação a Krishna (sambandha-jñana): “Sou uma partícula atômica de consciência e um servo eterno de Krishna. Krishna é a consciência infinita e meu único mestre. O mundo material é a casa de detenção destinada a reformar meu esquecimento”. (Harinama-chintamani 3.25)

Esta, portanto, é uma efetiva cura para a subnutrição espiritual que nos forçará a permanecermos apegados a este mundo. Cantar com a percepção de um relacionamento é algo que nos nutre profundamente. Você é uma alma, uma parte de Krishna. Você está neste mundo apenas para conscientizar-se de seu relacionamento com Ele. Aqui está uma poderosa oração para facilitar esse despertar: “Qualquer indivíduo pode imediatamente se libertar das garras de maya caso diga com seriedade e sinceridade: Meu querido Senhor Krishna, embora eu Vos tenha esquecido por muitíssimos anos neste mundo material, hoje me rendo a Vós. Sou Vosso sincero servo. Por favor, ocupai-me a Vosso serviço.” (Sri Chaitanya-charitamrita, Madhya 22.33)

Prestar Serviço

O próximo passo é cantar com uma postura de seva, ou seja, com uma postura de serviço. Srila Rupa Gosvami escreveu um belíssimo verso em relação a isso:

“Ninguém pode compreender a natureza transcendental do nome, da forma, das qualidades ou dos passatempos de Sri Krishna através de seus sentidos materialmente contaminados. Apenas quando alguém se torna espiritualmente saturado pelo serviço transcendental ao Senhor é que os transcendentais nome, forma, qualidades e passatempos lhe são revelados.” (Bhakti-rasamrita-sindhu 1.2.234)

O corpo e os sentidos do corpo são materiais. Krishna, não obstante, é completamente espiritual. Com nossos sentidos materiais, jamais podemos ter a esperança de compreender Krishna. Contudo, Krishna, é claro, pode escolher aparecer em nossas línguas. É importante notar, porém, que Krishna vai apenas até alguém que tenha uma postura de serviço.

Sevonmukhe significa “alguém cuja face (mukha) está voltada para o serviço (seva)”. Krishna Se atrai apenas pelo praticante do cantar que é sincero e possui uma mentalidade de serviço.

Sem tal mentalidade, cantaremos apenas a sombra do maha-mantra – apenas as sílabas. Assim, cantemos em um espírito de serviço, e oremos a Krishna pedindo que nos permita servi-lO. Retiremo-nos do centro de nossa vida e coloquemos Krishna no centro. Destinamo-nos ao Seu prazer e nada mais. Se, enquanto cantamos, aguardamos pelo despertar do nosso próprio êxtase, Krishna pode nos deixar indefinidamente no deserto do cantar árido. Uma vida triste e materialista termina no momento em que compreendemos que nos destinamos a agradar Krishna através de nosso cantar.

Uma maneira de se fazer isso é estarmos atentos ao significado simples do mantra Hare Krishna, como nos foi apresentado por Srila Prabhupada: “Minha cara Srimati Radharani, meu caro Senhor Krishna, por favor, ocupai-me a Vosso serviço!” Em outra ocasião, Prabhupada condensou o significado do maha-mantra a um simples clamor devocional: “Por favor, aceitai-me!”

Assim, ofereça seu cantar em um espírito de serviço amoroso e compartilhe as glórias do santo nome com outros falando sobre ele, organizando kirtanas e de outras maneiras.

Quando você canta tanto japa quanto kirtana, você pode informar a sua mente acerca de seu novo projeto: “Este cantar se destina unicamente a Krishna.” E dirija-se diretamente a Krishna: “Isto é unicamente para Vós, meu Senhor!”

Esse entendimento proporcionará um imenso auxílio.

Abra o Coração

Sri Chaitanya Mahaprabhu nos ensinou como abrir o coração com uma simples oração na qual Ele incutiu toda a postura com a qual Ele canta o santo nome: “Ó Krishna, sou Vosso servo eterno. De algum modo, entretanto, caí neste perigoso oceano de nascimentos e mortes, onde as ondas de Meus desejos atiram-Me de um lado a outro. Por favor, acolhei-Me em Nosso relacionamento eterno e retirai-Me deste oceano de nascimentos e mortes. Sozinho, sou impotente. Apenas com Vossa ajuda há esperança”. (Sri Siksastaka 5)

Em sânscrito, essa disposição se chama vipralambha-bhava, ou a disposição de saudade. Na vida espiritual, a saudade se torna um estado para o encontro com Krishna. Externamente, o devoto experimenta uma distância quase intransponível entre ele e seu Senhor, mas, internamente, ele percebe Krishna em seu coração. Podemos desenvolver essa disposição de saudade – o que significa que podemos cantar com uma devoção genuína – estudando a vida e os ensinamentos de Sri Caitanya Mahaprabhu e seguindo o exemplo de Seus seguidores. Srila Prabhupada certa vez descreveu a perfeição mais elevada na consciência de Krishna, exemplificada por Sri Chaitanya Mahaprabhu, deste modo:

“‘Onde está Krishna? Onde está Krishna?’, e chorar, tal qual um louco. Isso é a consciência de Krishna. Trata-se da mais elevada perfeição da consciência de Krishna quando alguém busca por Krishna loucamente. Sri Caitanya Mahaprabhu demonstrou esse caminho, e os Gosvamis também demonstraram esse caminho.” (Palestra do Srimad-Bhagavatam 6.1.39, 20 de julho de 1975, São Francisco)

Essa postura de saudade pode ser experimentada unicamente por alguém que tenha perdido a ilusão de que este mundo é seu verdadeiro lar. Muitas almas condicionadas não buscam por um lar além deste mundo, mas “lar” significa, em verdade, nosso meio natural. Quando ansiamos por isso, uma aspiração natural e vigorosa adentra o coração e sentimos o que Srila Prabhupada chamava de “a necessidade por Govinda”. Este mundo material não pode responder nossas mais profundas necessidades espirituais. Apenas Radha e Krishna podem fazê-lo.

Permita-se Receber a Graça Divina

O próximo passo exige que nos tornemos receptáculos. Isso é possível quando aceitamos uma postura de rendição – a confiança de que o santo nome nos dará o que necessitamos. Bhakti é uma graça de Krishna; não podemos obter bhakti por nosso esforço. Porém, existe algo que possamos fazer de modo a motivar Krishna a nos dar bhakti?

Sim, aceitarmos o Seu refúgio. Srila Bhaktivinoda Thakura informa-nos como podemos tocar o coração do Senhor: “Qual oração Krishna, o filho de Nanda, ouve? A oração daquele que se submete incondicionalmente ao caminho da rendição. Sri Nandakumara ouve a oração de tal pessoa.” (Sharanagati, canção introdutória, verso 5)

Se queremos ter a completa experiência do santo nome, cultivemos os princípios de sharanagati, a saber, humildade, dedicação do eu, aceitação do Senhor como o nosso único mantenedor, a consciência “Krishna certamente há de me proteger”, aceitação unicamente de atividades favoráveis à devoção pura, e renúncia da conduta desfavorável à devoção pura. Mesmo se, no começo, encontremos dificuldade em viver uma vida de rendição, levemos nossa rendição ao nosso cantar. Cantemos em uma disposição de busca por refúgio, e nos refugiemos no santo nome.

Essas poderosas medidas, listadas ao longo deste artigo, precisam ser praticadas regularmente. Não devemos esperar que nos tornaremos praticantes perfeitos do cantar da noite para o dia. Assim como temos que desenvolver nosso condicionamento físico para correr grandes distâncias, o cantar com atenção por uma ou duas horas ao dia – ou mesmo dez minutos – será aprimorador. Para ajudá-lo nesse aprimoramento, retiros com japa e kirtana são atualmente oferecidos em vários lugares ao redor do mundo, e recomendamos fortemente que você participe de um ou dois ou muitos de acordo com sua conveniência.

O corpo humano que você possui oferece-lhe uma oportunidade única de investir em sua vida espiritual eterna. Tiremos proveito disso. O que não pode acontecer quando o Senhor está pessoalmente presente para ajudar?

 

Adquira e receba em casa:

perfeição do cantargita luxo