Maiores do que Deus

29 SI (artigo - Krishna) Maiores do que Deus (571) (ta) (bg) (sankirtana)Nagaraja Dasa
(Excerto da obra Veda, Segredos do Oriente)

Os transcendentalistas adeptos do pensamento impersonalista desejam se tornar Deus, mas os Hare Krishnas são mais ambiciosos.

Srila Prabhupada às vezes contava histórias sobre um rei da Bengala e seu bobo da corte, Gopal Ban.

Uma manhã, quando Gopal chegou para o divertimento diário do rei, o rei lhe perguntou: “Gopal, o que separa você de um completo idiota?”.

Supondo a distância entre ele e o rei, Gopal respondeu: “Senhor, cerca de três passos”.

O rei riu ruidosamente, mesmo que a piada fosse com ele.

Srila Prabhupada contava essa história para mostrar que, embora Deus receba a mais alta honra e o mais alto respeito, Ele desfruta em assumir o papel de subordinado. Ele Se satisfaz mais com relacionamentos íntimos do que com formais.

Em outra história que ilustra o mesmo ponto, Srila Prabhupada contava de um primeiro ministro britânico que, certa vez, deixou um convidado esperando do lado de fora de sua sala enquanto brincava de “upa cavalinho” com seu neto.

Os seguidores do Senhor Chaitanya vasculharam as escrituras védicas para elaborarem a mais extensa e completa descrição de Deus. Em outros lugares, talvez aprendamos sobre a onipotência de Deus, mas, na tradição da consciência de Krishna, aprendemos sobre a personalidade de Deus em detalhes espantosos. É como a diferença de conhecer um juiz na corte e conhecê-lo em casa.

Deus em Sua majestade é Deus no trabalho; Krishna é Deus em casa.

O Senhor Chaitanya nos ensinou a termos a aspiração de estar com Krishna em Sua morada eterna, na atmosfera pura e relaxante de Vrindavana. Embora temor e reverência permeiem outras partes do mundo espiritual; em Vrindavana, o amor é tudo. Os devotos de Krishna lá não sabem, ou não se importam, com o fato de Ele ser Deus. Eles O amam, e isso é tudo. E estão ansiosos por servi-lO mais e mais.

Nós, almas infinitesimais, somos todos servos eternos de Deus. Não há como abandonarmos esse papel; é nossa natureza. Podemos servir Deus de bom grado, como devotos, ou de mau grado, servindo Sua energia ilusória enquanto contrariadamente envelhecemos, adoecemos, morremos e assim por diante. Em nosso estado de rebeldia, a ideia de servidão parece repulsiva. Todavia, as almas puras no mundo espiritual sabem que o serviço é fonte de bem-aventurança sem paralelo. Por quê? Porque, simplesmente, os residentes de Vrindavana servem Krishna sendo Seus amigos, parentes, anciãos respeitáveis e assim por diante. O que poderia ser melhor do que isso? Eles O servem através de suas relações com Ele, porque é isso que Ele quer.

Assim como nós gostamos de desfrutar de relacionamentos variados, Deus também gosta. Um marido e uma mulher podem estar felizes com a companhia um do outro, e podem ter relacionamentos com amigos, subordinados e superiores, mas, ainda assim, eles decidem ter filhos para criarem novos relacionamentos.

Porque Krishna é ilimitado, Ele gosta de desfrutar de um ilimitado número de relacionamentos, cada um sendo único. Cada um de nós tem um relacionamento único com Krishna, revelado quando nosso amor por Ele se torna maduro. Os relacionamentos entre Krishna e Seus eternos associados são livres das misérias que assolam os relacionamentos análogos neste mundo material. No mundo espiritual, todas as trocas amorosas emanam do amor puro e são, portanto, perfeitas.

Enquanto os impersonalistas querem se tornar unos com Deus, os devotos podem obter a posição de serem maiores do que Deus. Na intimidade do amor puro, eles podem dizer a Deus o que Ele deve fazer, e Ele adora ouvir tais comandos.

.

Se gostou deste material, também gostará destes: Krishna, Rukmini e uma Sugestão de Divórcio, A Partida do Senhor Krishna, Um Amor Interminável, O Casamento de Krishna e Rukmini, Krishna: Sua Posição, Seu Nascimento e Sua Morada, Roubando Manteiga, O Sacrifício Rajasuya.

.

Se gostou deste material, também gostará do conteúdo destas obras:

18 (artigo - Krishna) R Nandotsava (502) (dia 18, Nandotsva) (bg) (ta)318 (artigo - Krishna) R Nandotsava (502) (dia 18, Nandotsva) (bg) (ta)2 08 R (artigo - Krishna) As 64 Qualidades  de Krsna - 33 a 40 (1200) (bg)6 23 R (artigo - Filosofia e Psicologia) Relatividade e o Caminho Para o Absoluto (1850) (bg) (ta)2

Uma resposta

  1. Pingback: Artigos e Palestras | Volta ao Supremo | Página oficial

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s