Um Conhecimento Pior que a Ignorância

A.C. Bhaktivedanta Svami Prabhupada

Existem dois tipos de educação. Busquemos no caminho certo.

“Essa pessoa deve realmente conhecer o maior de todos, que é não corporificado, é onisciente, irrepreensível, sem veias, puro e não contaminado, o filósofo autossuficiente que desde tempos imemoriais vem satisfazendo o desejo de todos. Aqueles que se ocupam no cultivo de atividades ignorantes entrarão na mais escura região da ignorância. Pior ainda são aqueles que se ocupam no cultivo do pseudoconhecimento.” (Sri Ishopanishad, mantras 8 e 9)

Krishna não é corporificado. Não há diferença entre Seu corpo e Sua alma. Ele não troca Seu corpo, porque Ele não tem um corpo material. E porque Ele não troca Seu corpo, Ele Se lembra de tudo. Nós trocamos nosso corpo, daí não conseguirmos lembrar o que aconteceu em nossa última vida.

Mesmo quando dormimos, nós esquecemos nosso corpo e o ambiente em que estamos. Enquanto dorme e sonha, você está em um mundo de sonhos. Você nem se lembra de que você tem esse corpo. Todas as noites nós experimentamos isso. Eu não sou o corpo. O corpo se torna cansado e então dorme ou fica inativo. Mas – com meu verdadeiro eu – eu trabalho, sonho, vou a algum lugar, voo, crio um outro reino, outro corpo, outro contexto. Nós experimentamos isso todas as noites. Isso não é difícil de se entender.

Similarmente, em cada vida, criamos um contexto diferente. Nesta vida, posso achar que sou indiano, e você pode achar que é um americano. Na próxima vida, podemos ser algo diferente. Talvez eu não seja nem americano nem indiano em minha próxima vida. E se eu me tornar americano, talvez eu não seja um homem. Talvez eu seja uma vaca ou um touro, e então eu serei enviado para o abatedouro. Entende?

E isso continua. Esse é o problema. Mudamos de corpo o tempo todo. Isso é algo muito sério. Nós temos que levar nossa vida muito a sério, e devemos refletir: “Eu venho mudando de corpo vida após vida. Eu não tenho uma posição fixa. Eu não sei em qual das 8.400.000 espécies de vida eu serei colocado. Portanto, devo buscar uma solução.”

Krishna traz a solução: yad gatva na nivartante tad dhama parama mama. “Se alguém, de uma maneira ou de outra, através da consciência de Krishna, vem até Mim, ele não precisa nascer novamente em um corpo material.” (Bhagavad-gita 15.6) Ele obtém um corpo similar ao de Krishna, sac-cid-ananda-vigrahah: um corpo espiritual constituído de eternidade, conhecimento e bem-aventurança.

Devemos praticar a consciência de Krishna com grande seriedade, sem nenhum desvio. Não devemos ser negligentes, achando que isso é algum tipo de moda ou algo imposto. Não. Trata-se da atividade mais importante de todas. A vida humana tem por objetivo unicamente desenvolver a consciência de Krishna. Não temos nenhum outro dever. Mas, infelizmente, criamos tantos compromissos que esquecemos da consciência de Krishna. Isso se chama maya. Estamos esquecendo o nosso verdadeiro dever e interesse.

Os líderes cegos estão conduzindo as pessoas para o inferno com suas patifarias. Os líderes estão acorrentados pelas severas leis e regulações da natureza material, mas, mesmo assim, tornaram-se líderes. E as pessoas estão sendo desencaminhas. Isso se chama maya.

De uma maneira ou de outra, você entrou em contato com Krishna. Então, agarre-O com toda a sua força e determinação. Se você se apegar com grande determinação aos pés de lótus de Krishna, então maya não poderá fazer mal a você.

Dois Tipos de Educação

Há dois tipos de educação: educação material e educação espiritual, brahma-vidya e jada-vidya. Jada-vidya significa educação material. Jada significa “aquilo que não pode se mover”, ou matéria. O espírito pode se mover. Nosso corpo é uma combinação de espírito e matéria. Enquanto o espírito está nele, o corpo se move, da mesma forma que a jaqueta e a calça se movem enquanto o homem as veste. Parece que a jaqueta e a calça estão se movendo, mas quem está realmente se movendo é a entidade viva, e a cobertura, as vestimentas, acompanham seu movimento parecendo se moverem. Similarmente, este corpo está se movimentando porque a alma espiritual está se movimentando.

Devido ao tipo de educação que é hoje fornecida, as pessoas pensam que a natureza material está funcionando de forma independente, movimentando-se e manifestando tantas coisas maravilhosas por si só. As ondas se movem, mas elas não se movem de forma independente. O ar está movendo as ondas. Mas o ar também não se movimenta de forma independente. Dessa forma, se você voltar, voltar e voltar, você descobrirá que Krishna é a causa de todas as causas. Isto é filosofia: buscar a causa primeira.

O ar move as ondas, e o ar também é movido por algo.
E quem é a causa de todas as causas?

Aqueles atraídos pelos movimentos externos estão adorando avidya, ignorância. Isso não irá ajudá-los. Há instituições grandiosíssimas dedicadas ao estudo tecnológico – como o motor de um carro pode se mover, como um avião pode se mover. Eles estão manufaturando muitos maquinários. Mas não há instituições de ensino que estudem como o movedor, a alma espiritual, move-se. Essa carência de educação se chama avidya, ignorância. O verdadeiro movedor não está sendo estudado, mas o movimento externo está sendo estudado.

Quando palestrei no Instituto de Tecnologia de Massachusetts, eu perguntei: “Onde está a tecnologia para estudar o movedor?”, e eles não tinham tal suporte tecnológico. Eles não foram capazes de me responder satisfatoriamente. Isso é avidya.

A Escuridão da Ignorância

Aqui na Isopanisad, é dito que andham tamah pravishanti ye avidyam upasate. Aqueles ocupados unicamente no avanço e educação materiais têm como resultado a mais escura região da existência, andham tamah. É algo muito alarmante o fato de, no presente momento, não existir nenhum arranjo em nenhum país, ao redor de todo o mundo, no sentido de distribuir educação espiritual para as pessoas. Essa situação está conduzindo a sociedade humana para a mais escura região da ignorância. É isso o que está acontecendo.

Os líderes estão adorando avidya, ignorância. Isso não é conhecimento. Bhaktivinoda Thakura tem uma excelente canção: jada-vidya jato, mayara vaibhava. Jada-vidya significa educação material. Bhaktivinoda Thakura diz que tal educação é uma expansão de maya. Tomara bhajane badha: Quanto mais avançamos em educação material, mais difícil se torna entender Deus. E por fim nós declararíamos: “Deus está morto. Eu sou Deus. Você é Deus” – tudo patifaria.

Essa idéia é expressa aqui: andham tamah. Andham significa escuridão. Há dois tipos de escuridão: ignorância, e ausência de luz solar ou outra luz. Os materialistas estão certamente indo em direção à escuridão. Mas há uma outra classe de pessoas – os assim-chamados filósofos, especuladores mentais, religiosistas e pretensos yogis – que se perdem ainda mais na escuridão, porque têm a postura de desafiarem Krishna. Eles posam como se cultivassem conhecimento espiritual, mas, porque não têm informação sobre Krishna, sobre Deus, seus estudos são ainda mais perigosos, pois desviam as pessoas. Com o seu assim chamado sistema de yoga, por exemplo, eles estão desviando as pessoas pregando: “Medite e você entenderá que você é Deus.” Por se meditar, alguém se torna Deus! Dá para acreditar nisso?

Krishna nunca meditou. Ele nunca teve nenhuma oportunidade para meditar, porque desde o começo Kamsa estava preparado para matá-lO. Ele foi, então, levado por Seu pai para a casa de Nanda e Yashoda. Lá, como um bebê de três anos de idade, enquanto dormia, a demônia Putana O atacou. Krishna nunca teve a oportunidade de meditar para Se tornar Deus. Ele é Deus desde o começo, desde sempre. Esse é Deus. Deus é Deus, e cachorro é cachorro. Essa é a lei da individualidade.

“Fique parado e em completo silêncio e você se tornará Deus.” Isso não faz nenhum sentido. Como eu posso me tornar mudo? Há alguma possibilidade de uma pessoa se tornar completamente silenciosa? Não. Isso não existe. “Torne-se sem desejos.” Como eu posso me tornar um ser sem desejos?

Atividades Purificadas

Essas ideias são mentiras sofisticadas. Não podemos deixar de desejar. Não podemos nos tornar mudos. Mas nossos desejos, nossas atividades, devem ser purificados. Isso é verdadeiro conhecimento. Nós devemos desejar servir Krishna, e nada mais. Isso é a purificação do desejo. Não ter desejos é algo que não existe.

Como posso existir sem desejos? Como posse me emudecer? Isso não é possível. Eu não posso ficar em silêncio sequer por um segundo. Portanto, nossas atividades têm de ser dedicadas, devotadas, ao serviço a Krishna. Isto é conhecimento verdadeiro: “Como uma entidade viva, eu tenho tudo isto – atividades, desejos, a propensão a amar. Tudo está aqui. Mas estou usando tudo isso de maneira errada.” Não sabemos como usar tudo isso. Isso é avidya, ignorância.

Este Ishopanishad nos ensina que devemos ser muito cuidadosos. Nós não estamos dizendo que vocês não devam avançar em termos de educação material. Vocês devem progredir, mas, ao mesmo tempo, vocês devem se tornar cada vez mais conscientes de Krishna. Essa é a nossa política. Nós não dizemos que vocês não possam manufaturar carros e máquinas. Mas dizemos: “Certo, vocês manufaturaram essa máquina. Usem-na agora a serviço de Krishna.” Essa é a nossa proposta. Nós não dizemos que parem com tudo. Nós não dizemos que vocês não podem ter nenhum tipo de vida sexual. Mas dizemos: “Sim, tenham vida sexual – para Krishna. Criem filhos conscientes de Krishna. Para tal propósito, vocês podem fazer sexo uma centena de vezes.” Mas não criem gatos e cachorros. Essa é a nossa proposta.

Educação é algo necessário, mas se a educação é desvirtuada, ela é muitíssimo perigosa. Esse é o significado deste verso. A pseudoeducação não tem nenhum valor.

Adquira e receba em casa: