Secretaria da Mulher: Objetivos e Atividades da Mais Nova Secretaria da ISKCON Brasil

vas

Uma secretária para cuidar e fazer crescer.

Volta ao Supremo: O que é a Secretaria da Mulher?

Secretaria: A Secretaria da Mulher (SdM) é um órgão da ISKCON Brasil que tem como objetivo a promoção de ações e políticas, em conformidade com as leis institucionais e nacionais, visando a melhora das condições das devotas na ISKCON. O foco da SdM é atender às necessidades das mulheres inseridas na ISKCON ou de alguma forma relacionadas com a instituição por meio de ações educativas, de capacitação, de apoio e de resposta a denúncias de assédio, abuso ou violência.

Volta ao Supremo: Quais são as medidas já iniciadas pela secretaria para alcançar esses fins?

Secretaria: A primeira medida, já iniciada, é o oferecimento de aulas virtuais ao vivo. Acreditamos que era essencial começar pela área da educação, visto que muitos problemas que afetam as devotas na ISKCON acontecem pela interpretação inadequada dos textos de Srila Prabhupada, ou pela aquisição de aspectos culturais da Índia sem embasamento na nossa tradição e filosofia. Esses problemas são especialmente agravados pelo machismo que está enraizado na sociedade como um todo, que faz com que algumas pessoas entrem na ISKCON com pré-conceitos em relação às questões de gênero. A medida educativa tem, assim, a função de informar todos os devotos e empoderar as devotas.

Também já começamos a receber denúncias, visto que, infelizmente, casos de machismo acontecem dentro da nossa instituição, como em qualquer outra. Nossa ideia é oferecer todo apoio necessário às vítimas, incluindo apoio jurídico e psicológico.

Ao mesmo tempo, estamos nos focando em tornar a Secretaria acessível, com a criação de canais de comunicação diversificados. Ainda há muitos planos a serem colocados em prática, como o oferecimento de aulas de música, oratória, escrituras védicas, defesa pessoal, etc. para devotas, com a finalidade de incentivar e qualificar as mulheres para a execução de diversas atividades dentro da ISKCON, dando-lhes segurança na realização das mesmas e visibilidade e representatividade dentro da instituição.

Volta ao Supremo: Qual vem sendo a resposta à Secretaria em seus poucos meses de existência?

Secretaria: A resposta tem sido muito positiva. Líderes e gurus têm parabenizado as devotas da Secretaria pela iniciativa da sua criação, e têm colaborado com sugestões e manifestações de apoio. Devotas de todo o Brasil têm procurado a Secretaria para manifestar alegria com a criação do órgão, agradecer as iniciativas já divulgadas, fazer perguntas sobre o papel da mulher nas escrituras e na sociedade, e elogiar o ciclo de palestras realizado ao vivo pelo Youtube.

O ciclo de palestras, em especial, recebeu muitos elogios, principalmente com relação ao conteúdo e dinâmica das palestras – e já recebemos muitos pedidos por mais aulas online, além de diversas sugestões de temas a abordar nas aulas futuras!

Volta ao Supremo: Quem são as devotas que constituem a secretaria e qual seria, por assim dizer, “o perfil” delas?

Secretaria: Nossa! Somos tantas… No momento, somos 12 membras ativas no colegiado, todas com perfis bem diferentes entre si. Temos professoras, designers, profissionais liberais; algumas são mães, outras não; temos solteiras, casadas, divorciadas; devotas na casa dos 20, 30, 40 anos… São devotas com experiências ao mesmo tempo muito diferentes entre si, mas unidas pelas dificuldades enfrentadas por estarem em corpos materiais femininos e pelo desejo de contribuir para a melhora e o crescimento da ISKCON no Brasil e no mundo.

Volta ao Supremo: Homens podem ser membros da Secretaria?

Secretaria: Quanto à presença de homens na Secretaria, decidimos que não seria interessante. A Secretaria é muito focada na experiência de se estar no mundo material como mulher, e no desejo de aliviar os problemas específicos que ser mulher acresce aos demais sofrimentos de que todas as almas espirituais já padecem ao estarem em corpos materiais. Assim, acreditamos que homens não têm como compreender a real dimensão da experiência de ser mulher e das dificuldades do gênero feminino, e que ter homens na Secretaria dispersaria nossas energias em tentar contextualizá-los nessas experiências tão distintas das mulheres, além de poder gerar barreiras com devotas que possam sentir a necessidade de um acolhimento mais consciente de suas vivências, o que apenas outras mulheres poderiam oferecer.

Claro que mesmo que homens não integrem diretamente a Secretaria da Mulher, todo e qualquer devoto pode demonstrar apoio a nossas atividades e propostas, tanto divulgando nosso material como encorajando suas esposas, amigas, irmãs e mães a aproveitarem as discussões, aulas, conteúdos e encontros promovidos e disponibilizados pela Secretaria.

Volta ao Supremo: Além das atividades virtuais, pretendem fazer algo com encontros físicos ou algo similar?

Secretaria: Com certeza! No momento, estamos oferecendo nosso suporte e incentivando a criação de encontros regulares locais, de modo que as devotas de cada cidade ou comunidade possam ver umas nas outras irmãs e apoiadoras, possam discutir entre si questões voltadas à situação das mulheres na ISKCON e na vida material como um todo (e como isso as afeta em sua busca por desenvolvimento espiritual) e possam trocar experiências e ideias e associar-se. Também desejamos fazer encontros regionais e nacionais para incentivar a associação das devotas e discutir questões relevantes para elas com relação à ISKCON no Brasil e no mundo.

Volta ao Supremo: Gostaria de falar mais algumas palavras?

Secretaria: Temos tanto a fazer, tanto a discutir, que parece que sempre falta tempo para falar de tudo que gostaríamos. Por outro lado, a oportunidade de conversar com a Volta ao Supremo foi fantástica! As perguntas foram ótimas e nos possibilitaram expor diversos pontos sobre a SdM que, acreditamos, vão ajudar os membros da ISKCON no Brasil a compreender melhor nossos objetivos e atividades.

Queríamos agradecer a todo o apoio que temos recebido desde a formação da Secretaria. Sabemos que muitas mulheres na história da ISKCON se sentem representadas através de nós e esperam ansiosamente por mudanças significativas para as próximas gerações. Pedimos as bênçãos de todas elas para que tenhamos muito sabedoria, discernimento e coragem para enfrentar cada desafio deste serviço devocional. Desejamos que Srila Prabhupada e nossos mestres espirituais também fiquem satisfeitos com nossas iniciativas e que possamos dar mais um passo à frente para que ISKCON se torne uma sociedade mais justa, saudável e respeitosa.

Gostaríamos de convidar os leitores da Volta Ao Supremo a visitar nosso site (secdamulheriskcon.wixsite.com), um espaço dedicado a reunir informação de qualidade sobre a mulher na nossa tradição, onde é possível encontrar textos, arquivos e vídeos diversos. Além disso, temos uma seção muito relevante chamada Denúncia, com detalhes sobre como denunciar casos de assédio, abuso ou violência contra a mulher ocorridos dentro de espaços vinculados à ISKCON, ou relacionados com integrantes da ISKCON. Qualquer pessoa pode se comunicar conosco também através de nosso e-mail secdamulheriskcon@gmail.com ou por nossa fanpage no Facebook: Secretaria da Mulher – ISKCON Brasil.

 

Entrevista conduzida por Bhagavan Dasa.

 

Se gostou deste material, também gostará destes: Sagrado Feminino, Uma Introdução às Deusas Védicas e Seus Segredos, Srimati Radharani: Gênero, Divindade e Amor na Forma da Deusa Dourada, A Harmonia Interna de Sitadevi.

 

Se gostou deste material, também gostará do conteúdo destas obras:

1 2 3

Anúncios