Descrição do Reino de Deus

Descrição do Reino de Deus

Maitreya Rsi
Excerto do capítulo 15 do terceiro canto da obra Srimad-Bhagavatam

No céu espiritual, há planetas espirituais, conhecidos como Vaikunthas, que são a residência da Suprema Personalidade de Deus e Seus devotos puros e que são adorados pelos residentes de todos os planetas materiais. Nos planetas Vaikuntha, todos os residentes têm sua forma semelhante à da Suprema Personalidade de Deus. Todos eles ocupam-se em serviço devocional ao Senhor sem desejo algum de gozo dos sentidos. Nos planetas Vaikuntha, está a Suprema Personalidade de Deus, que é a pessoa original e que pode ser compreendida através da literatura védica. Ele é pleno do modo da bondade incontaminada, sem lugar para a paixão ou a ignorância. Ele outorga progresso religioso aos devotos.

Nesses planetas Vaikuntha, há muitas florestas auspiciosíssimas, onde as árvores são árvores-dos-desejos, que vivem cheias de flores e frutos em todas as estações, porque tudo nos planetas Vaikuntha é espiritual e pessoal. Nos planetas Vaikuntha, os habitantes voam em seus aeroplanos, acompanhados por suas esposas e consortes, e eternamente entoam canções sobre o caráter e as atividades do Senhor, que são sempre desprovidos de quaisquer qualidades inauspiciosas. E por cantarem as glórias do Senhor, eles tornam irrisória inclusive a presença das desabrochadas flores madhavi, recendendo aromas e cheias de mel. Quando o rei das abelhas zune em alta vibração, cantando as glórias do Senhor, dá-se um momento de quietude no arrulho dos pombos, nas vozes dos cucos, grous, cakravakas, cisnes, papagaios, perdizes e pavões. Esses pássaros transcendentais param seu próprio canto simplesmente para ouvir as glórias do Senhor. Muito embora plantas floridas como a mandara, kunda, kurabaka, utpala, campaka, arpa, punnaga, nagakesara, bakula, lírio e parijata sejam cheias de aroma transcendental, elas são conscientes das austeridades executadas por tulasi, pois tulasi é especialmente querida pelo Senhor, que Se enfeita com guirlandas de suas folhas.

Os habitantes de Vaikuntha viajam em seus aeroplanos feitos de lápis-lazúli, esmeralda e ouro. Embora acompanhados por suas consortes, que têm quadris grandes e belos rostos sorridentes, a alegria e os belos encantos delas não podem incitá-los à paixão.

Nos planetas Vaikuntha, as senhoras são tão belas como a própria deusa da fortuna. Essas donzelas transcendentalmente belas, com as mãos a brincarem com lótus e guizos tilintando nos tornozelos, às vezes são vistas varrendo as paredes de mármore, que são enfeitadas a intervalos com bordas douradas, a fim de receberem a graça da Suprema Personalidade de Deus.

As deusas da fortuna adoram o Senhor em seus próprios jardins, oferecendo-Lhe folhas de tulasi sobre as margens coralíneas de transcendentais reservatórios d’água. Enquanto oferecem adoração ao Senhor, elas podem ver sobre a água o reflexo de seus belos rostos com narizes arrebitados, e parece que ficam mais belas porque o Senhor as beija em seus rostos.

É muitíssimo lamentável que as pessoas desventuradas, em vez de conversarem sobre as descrições dos planetas Vaikuntha, se dediquem a falar de temas indignos de se ouvir e que lhes confundem a inteligência. Aqueles que abandonam os tópicos de Vaikuntha e preferem falar do mundo material são atirados à mais escura região da ignorância.

O senhor Brahma disse: “Meus queridos semideuses, a forma humana de vida é tão importante que até nós desejamos tê-la, pois, na forma humana, pode-se atingir verdade religiosa e conhecimento perfeitos. Se alguém na forma humana de vida não compreende a Suprema Personalidade de Deus e Sua morada, deve-se entender que está muitíssimo afetado pela influência da natureza externa”.

As pessoas cujos aspectos corpóreos transformam-se devido ao êxtase e que respiram pesadamente e transpiram por ouvirem as glórias do Senhor são promovidas ao reino de Deus, muito embora não se interessem em meditação e outras austeridades. O reino de Deus está acima dos universos materiais, e é desejado por Brahma e outros semideuses.

Anúncios

4 Respostas

  1. Anônimo

    Que linda leitura! Quando tenho contato com as escrituras sagradas, sinto como se a minha própria alma estivesse conversando com minha consciência desafortunadamente material, e esse instante se torna unicamente eterno!

    26 de fevereiro de 2013 às 6:23 PM

  2. Anônimo

    Texto muito inspirador!

    2 de agosto de 2016 às 11:20 AM

  3. Anônimo

    Hare Krsna Hare Krsna
    Krsna Krsna Hare Hare
    Hare Rama Hare Rama
    Rama Rama Hare Hare

    17 de agosto de 2016 às 3:39 AM

  4. Nanda Dulal Das

    Hare Krsna Hare Krsna
    Krsna Krsna Hare Hare
    Hare Rama Hare Rama
    Rama Rama Hare Hare

    17 de agosto de 2016 às 3:39 AM

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s