Jesus Cristo e Krishna

Jesus Cristo e Krishna

Gaura Shakti Dasa

A maioria das pessoas que é criada em alguma confissão cristã talvez se sinta inquieta ouvindo sobre Krishna. Quem é Krishna? Os ensinamentos dEle estão em contradição com a doutrina bíblica? Neste artigo, compara-se a essência dessas religiões hoje difundidas pelo mundo inteiro.

Krishna disse sobre Si mesmo: “Eu sou a fonte de todos os mundos materiais e espirituais. Tudo emana de Mim. Os sábios que conhecem isto perfeitamente ocupam-se a Meu serviço devocional e adoram-Me de todo o coração”. (Bhagavad-gita 10.8) Assim, se nós procuramos a causa primordial de tudo o que existe dentro deste mundo e fora dele, chegaremos a uma só pessoa. Essa pessoa é Deus. Não existe Deus cristão ou Deus hindu, porque Deus é um só. Ele é o Pai de todos os seres vivos, como Ele mesmo afirma: “Eu sou o pai que dá a semente”. (Bhagavad-gita 14.4) E, compreendendo isso, dedicamos a vida a servi-lO com todo o coração.

A Bíblia também confirma que Deus é a origem de tudo: “No princípio criou Deus os céus e a terra”. (Gênesis 1.1) Jesus explicou sobre si da seguinte maneira: “Vós me chamais Mestre e Senhor, e dizeis bem, porque eu o sou”. (João 13.13) Isso não contradiz a base do cristianismo: “Eu sou o caminho e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim”. (João 14.6), pois ele é caminho para o Deus Pai. Podemos compreender desta maneira que a missão de Jesus foi unir a humanidade com Deus.

O conhecimento referente a Deus não pode ser compreendido por meio de esforços pessoais, dado que Deus Se situa muito além do que nós podemos ver com os nossos sentidos ou imaginar com a mente. Em razão disso, para conhecê-lO, precisamos agradá-lO desenvolvendo amor por Ele. Sobre isso, Krishna diz: “Àqueles que estão constantemente devotados a Me servir com amor, Eu dou a compreensão pela qual eles podem vir a Mim”. (Bhagavad-gita 10.10) Semelhante declaração encontraremos na Bíblia: “Mas se alguém ama a Deus, esse é conhecido dele”. (I Coríntios 8.3)

Tal amor por Deus é o ponto principal de Bíblia: “Respondeu-lhe Jesus: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento. Este é o grande e primeiro mandamento”. (Mateus 22.37-38) E Krishna fala como agem as pessoas que O amam: “Ó filho de Pritha, aqueles que não se iludem, as grandes almas, estão sob a proteção da natureza divina. Eles se ocupam completamente em serviço devocional porque sabem que Eu sou a original e inexaurível Suprema Personalidade de Deus. Sempre cantando Minhas glórias, esforçando-se com muita determinação, prostrando-se diante de Mim, essas grandes almas adoram-Me perpetuamente com devoção”. (Bhagavad-gita 9.13-14)

Ninguém pode alcançar a autorrealização espiritual fabricando seu próprio processo, senão que o caminho da religião é enunciado diretamente pelo Senhor Supremo. Em todas as Escrituras, Ele fala sobre religião tanto quanto possa ser compreendido por um povo em particular sob circunstâncias específicas. A missão, contudo, é a mesma: conduzir as pessoas à consciência de Deus e à obediência aos princípios religiosos. Isso podemos ver lendo a Bíblia ou os Vedas. Os princípios religiosos parecem superiores ou inferiores conforme variem as circunstâncias. Por exemplo, num momento Deus permitiu sacrifícios de animais e, em outro momento, proibiu.

Isso pode ser visto na Bíblia, que ensina sobre a glorificação a Deus como o método de aproximar-se de Deus: “Ouve, povo Meu, e Eu falarei; ouve, ó Israel, e Eu te protestarei: Eu sou Deus, o teu Deus. Não te repreendo pelos teus sacrifícios, pois os teus holocaustos estão de contínuo perante Mim. Da tua casa não aceitarei novilho, nem bodes dos teus currais. Porque Meu é todo animal da selva, e o gado sobre milhares de outeiros. Conheço todas as aves dos montes, e tudo o que se move no campo é Meu. Se Eu tivesse fome, não te diria, pois Meu é o mundo e a sua plenitude. Comerei Eu carne de touros? Ou beberei sangue de bodes? Oferece a Deus por sacrifício ações de graças, e paga ao Altíssimo os teus votos; e invoca-Me no dia da angústia; Eu te livrarei, e tu Me glorificarás”. (Salmos 50.7-15)

E nos Vedas: “É em vão, nesta era, a prática de meditação, de sacrifício e de adoração no templo. Mediante o mero cantar do santo nome de Krishna – Hare Krishna, Hare Krishna, Krishna Krishna, Hare Hare/ Hare Rama, Hare Rama, Rama Rama, Hare Hare –, pode-se lograr perfeita autorreliazação”. (Vishnu-Purana 6.2.17) Em todas as Escrituras, confirma-se que devemos sempre nos lembrarmos sobre Deus em cada momento de nossas vidas. Mas há a recomendação de diferentes métodos para diferentes eras. O processo de meditação do yoga místico era possível em Satya-yuga, quando os homens viviam por muitos milhares de anos. Nesta época, todavia, quando a duração de vida é muito curta, não é possível executá-lo. Na era seguinte, Treta-yuga, o processo de autorrealização consistia em executar os vários sacrifícios ritualísticos recomendados nos Vedas. Isso pode ser visto nos Vedas e na Bíblia, que descrevem diferentes sacrifícios de animais. Em Dvapara-yuga, o processo era adoração no templo. Na era atual, o mesmo resultado pode ser atingido através do processo de glorificação a Krishna, a Suprema Personalidade de Deus.

“Por ele, pois, ofereçamos sempre a Deus sacrifício de louvor, isto é, o fruto dos lábios que confessam o seu nome. Mas não vos esqueçais de fazer o bem e de repartir com outros, porque com tais sacrifícios Deus se agrada”. (Hebreus 13.15-16)

.
Se gostou deste artigo, talvez também goste destes materiais: Srila Prabhupada Conversa com o Cardeal Dainélou, Alma, Deus, Eternidade e Reencarnação: Srila Prabhupada Conversa sobre Orígenes de Alexandria.

.

19 Respostas

  1. Maravilha! Haribol !

    10 de junho de 2013 às 10:43 AM

  2. Tão bom e com tanta paz.

    12 de julho de 2013 às 2:01 PM

  3. Davi

    É como está escrito: “Portanto, digo-vos que o reino de Deus vos será tirado e será entregue a um povo que lhe produza os respectivos frutos”. (Mateus 21:43) E o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio”. (Gálatas 5:22) O Movimento da Consciência de Krishna veio ao Ocidente com o objetivo de mostrar, na prática, os ensinamentos de Jesus. Saúde e paz, prabhus!

    11 de abril de 2014 às 1:36 AM

    • carlos

      Absurdo, Jesus nunca ensinou tal coisa!

      14 de janeiro de 2015 às 10:08 AM

  4. carlos

    Não há harmonia entre o cristianismo e os hare krishnas.

    14 de janeiro de 2015 às 10:01 AM

    • Anônimo

      Só se for na tua opinião. Sigo a consciência de Krishna há 28 anos e sou casado trinta anos com uma esposa evangélica. No nosso lar, com a misericórdia de Krishna e de Jesus, não há nenhuma controvérsia, opiniões díspares, celeumas inúteis e improfícuas. Há apenas harmonia.

      5 de abril de 2015 às 12:47 PM

      • Anônimo

        Queria conversar com vc por email. Me passa seu contato por email: radhakrysna@gmail.com

        16 de janeiro de 2016 às 11:21 AM

      • Perfeito!

        17 de agosto de 2016 às 9:52 PM

  5. Os ensinos espirituais de Cristo e dos Vedas são os mesmos, porém falados em tempo, local e circunstâncias diferentes, e na condição de que os Vedas são muito mais detalhados nas informações. Cristo falava “Na casa do meu Pai, há várias moradas”. Se lermos o Srimad Bhagavatam, está descrito claramente quais são estas moradas, onde estão, quem está lá, como vivem e como se chega lá. Porém, como tempo, local e circunstância são condições relativas, pode-se ver claramente que “a mensagem” é a mesma, pois ela é absoluta e imutável, apesar de poder ser mostrada de formas diferentes de acordo com as condições acima citadas. Muito bom o texto!

    5 de abril de 2015 às 7:25 PM

  6. Que assim seja!

    26 de junho de 2015 às 11:03 AM

  7. Anônimo

    estou fazendo um trabalho e preciso saber qual a visão referente a Deus, Jesus e ao Espirito Santo.

    11 de setembro de 2015 às 10:36 PM

  8. MAURO SOARES .

    Disse Jesus: “EU” sou “O” caminho,a verdade e a vida. Ninguém vem ao pai senão por mim.
    Se Jesus é a verdade, então Krishna não é.
    Se Krishna também é a verdade, Jesus não é a verdade.

    25 de dezembro de 2015 às 1:55 AM

    • Fernando

      Jesus disse: “eu sou o caminho a verdade e a vida, ninguém vem ao pai se não por mim”. Ou Jesus é o único Deus, e a salvação é somente por meio dEle ou Jesus é um louco. Decidam. Não tem como ser Jesus e Krishna, vcs tem q decidir ou um ou outro.

      31 de dezembro de 2015 às 2:09 PM

  9. Anônimo

    Jesus é o Senhor em sua forma de filho exemplar. Quando ele diz que é o único caminho, quem fala isso é o próprio Krsna, através do seu filho plenamente consciente de Deus.

    8 de abril de 2016 às 1:28 PM

  10. subadra

    Vou explicar para voces amigos. Meu nome é Subadra. So tenho esse nome, assim seja nasci hare krishna. E gostaria de explicar com humildade que Krshna é Jesus, e Jesus é Krshna. Como explicar essa possibilidade? Reencarnaçao! Krshna foi uma encarnaçao de Jesus. Mas sao o mesmos espiritos! Nosso Senhor. Espero que vao aceitar e acabou a discordia.

    11 de abril de 2016 às 4:08 AM

  11. Fui arrebatada ao infinito quando vi tudo isso. Lindíssimo!

    2 de novembro de 2016 às 3:51 PM

  12. Vicente Francimar de Oliveira

    Interessa-me saber a existência de similaridade linguística entre os vocábulos “Cristo” e “Krishna”. Há muita semelhança entre ambos para que ignoremos o fato concreto.

    31 de março de 2017 às 10:13 AM

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s