Krishna Vem Novamente: O Advento de Caitanya Mahaprabhu

Krishna Vem Novamente 1

A.C. Bhaktivedanta Swami Prabhupada
Excertos da palestra realizada em Mayapur, em 16 de março de 1976

“Deste modo, meu Senhor, aparecestes em diferentes encarnações – como seres humanos, como animais, como uma personalidade imensamente santa, como semideuses e como um peixe e uma tartaruga. Desta maneira, mantendes toda a criação em diferentes sistemas planetários e matais os princípios demoníacos em todas as eras. Meu Senhor, Vós, portanto, protegeis os princípios da religião. Nesta era de Kali, não Vos declarais como a Suprema Personalidade de Deus, em virtude do que sois conhecido como tri-yuga, ou o Senhor que aparece em três yugas”. (Srimad-Bhagavatam 7.9.38)

Então, aqui está uma declaração muito específica sobre o avatara Sri Caitanya Mahaprabhu. Embora Caitanya Mahaprabhu seja a mesma Suprema Personalidade de Deus, Ele é channa, isto é, Ele é a Suprema Personalidade de Deus encoberta, não manifestada diretamente, isto porque Ele apareceu como um devoto.

Rupa Gosvami descobriu que Ele é um avatara de Krsna, o que também foi confirmado por todos os devotos, como Sarvabhauma Bhattacarya e outros, e confirmado no shastra, como nos Upanisads, no Mahabharata etc. Qualquer avatara deve ser confirmado pelos grandes devotos, pelas grandes personalidades, e isso deve ser corroborado pela declaração no shastra – isto se chama sadhu-shastra.

Krishna Vem Novamente 2

Foto: A devota Sita Thakurani identifica que Caitanya é o próprio Krishna.

Há outra declaração no Srimad-Bhagavatam. Como vocês sabem, declara-se diretamente em Srimad-Bhagavatam 11.5.32 que, quando a Suprema Personalidade de Deus estava sendo descrita diante do rei Nimi, por Karabhajana Muni, descreveram-se as diferentes encarnações em diferentes milênios, yuga-dharma-vrttam. Caitanya Mahaprabhu também é descrito por Vrndavana Dasa Thakura com as palavras yuga-dharma-palau (Caitanya-bhagavata, Adi 1.1).

De maneira similar, Caitanya Mahaprabhu é descrito no primeiro verso que citei do Srimad-Bhagavatam como channah kalau, o que significa que, em Kali-yuga, Ele não aparece como outras encarnações – como Nrsimhadeva, Vamanadeva, o Senhor Ramacandra e tantos outros –, senão que aparece como um devoto. Por quê? Caitanya Mahaprabhu é o avatara mais magnânimo. As pessoas são tão tolas que não puderam compreender Krsna. Quando Krsna disse sarva-dharman parityajya mam ekam saranam (Bhagavad-gita 18.66), “Abandonai tudo e simplesmente vos rendei a Mim”, a postura despertada nas pessoas foi: “Quem é essa pessoa ordenando sarva-dharman parityajya? Que direito Ele tem?”.

A nossa doença material é que, se alguém nos ordena que façamos algo, nós protestamos: “Quem é você para me dar uma ordem?”. O que o próprio Deus, Krsna, pode dizer? Como a Pessoa Suprema, o Ser Supremo, Ele ordena. Sendo o controlador supremo, Ele tem que ordenar – esse é o papel de Deus –, mas somos tão tolos que, quando Deus ordena que façamos algo, entendemos isso de outra maneira: “Quem é esse homem que está ordenando que eu devo abandonar tudo, sarva-dharman parityajya? Por que eu deveria fazer isso? Criei muitíssimos dharmas, ‘ismos’, e agora devo abandoná-los? Por que eu deveria fazê-lo?”. Diante disso, o mesmo Senhor veio novamente, agora como Caitanya Mahaprabhu.

Em Prayaga, Rupa Gosvami estava oferecendo suas reverências ao Senhor Caitanya enquanto este estava ocupado em cantar. Esse foi o primeiro encontro com Rupa Gosvami, momento no qual ele compôs este verso:

namo maha-vadanyaya
krsna-prema-pradaya te
krsnaya krsna-caitanya-
namne gaura-tvise namah

“Ó mais munificente encarnação, sois o próprio Krsna aparecendo como Sri Krsna Caitanya Mahaprabhu. Assumistes a coloração dourada de Srimati Radharani, e estais distribuindo vastamente o amor puro por Krsna. Oferecemos nossas respeitosas reverências a Vós”.

Krishna Vem Novamente 3

Foto: O Senhor Caitanya e Seus associados distribuindo amor a Deus pelas ruas através do cantar dos santos nomes.

Ele é Krsna, que veio para dar krsna-prema a vocês, mas Ele está agindo como um devoto de Krsna, isto é, Ele encobriu-Se (channah-avatara). Agora, Ele não está comandando: “Faça isto”. Na verdade, Ele está sim comandando, mas de modo diferente, porque as pessoas compreenderam errado: “Quem é esta pessoa dando ordem?”. Mesmo um sujeito infame tido como erudito disse certa vez: “O abandono de tudo é algo demais para se exigir”. Personalidades sofisticadas estão pensando e comentando dessa maneira. O nosso processo, no entanto, é nos submetermos. O ensinamento de Caitanya Mahaprabhu é que, a não ser que nos submetamos, não há esperança de avanço em consciência de Krsna.

trnad api sunicena
taror api sahisnuna
amanina manadena
kirtaniyah sada harih

(Siksastaka 3)

Aquele que quer cantar o mantra Hare Krsna tem que adotar este princípio de trnad api sunicena, isto é, tem que se tornar mais humilde do que a grama. Embora a grama esteja na rua e esteja sendo pisoteada por vocês e por todos, ela jamais protesta. E é preciso ser mais tolerante do que a árvore. A árvore está nos dando muita ajuda, como frutas, flores e folhas, e, quando há calor escaldante, ela nos concede refúgio também, permitindo que nos sentemos sob ela. Por mais benéfica que seja a árvore, eu a corto tão logo eu queira, e não há protesto por parte dela. A árvore não diz: “Eu lhe dei tanto auxílio, e você está me cortando?”, senão que é tolerante. Portanto, Caitanya Mahaprabhu selecionou o exemplo da tolerância da árvore. E disse ainda, amanina manadena: Para si mesmo, o devoto não deve esperar nenhuma posição respeitável, mas deve oferecer todo respeito a qualquer um. Kirtaniyah sada harih: Se adquirirmos tais qualificações, poderemos cantar o maha-mantra Hare Krsna sem nenhuma perturbação.

Krsna ensinou tudo para nos tornarmos conscientes de Krsna, mas, ainda assim, somos tão infames que não pudemos compreender Krsna, em virtude do que Krsna veio novamente: “Como esses sujeitos infames não Me conseguiram compreender; agora, através de Minha conduta pessoal, ensinarei como alguém pode se tornar devoto de Krsna”. A postura de Sri Caitanya Mahaprabhu é ensinar através de Sua conduta pessoal.

Há um devoto que massageia meu corpo, mas ele não estava massageando apropriadamente, em razão do que eu peguei de imediato a mão dele e comecei a massagear: “Faça assim. Faça assim”. Isto não significa, no entanto, que sou massagista ou servo dessa pessoa. Similarmente, não se esqueçam, devido a Ele estar fazendo as vezes de um devoto, de que Sri Caitanya Mahaprabhu é a Suprema Personalidade de Deus, Krsna. Mahaprabhu sri-caitanya radha-krsna nahe anya (Guru-parampara 6): “Sri Caitanya Mahaprabhu não é outro senão Sri Sri Radha-Krsna”. Vocês estão adorando Radha-Krsna, e há a Deidade de Caitanya Mahaprabhu também, mas existem alguns grupos que protestam: “Por que a Deidade de Caitanya Mahaprabhu deveria ser colocada junto de Krsna?”. Eles dizem isso em virtude de não saberem que sri-caitanya radha-krsna nahe anya, isto é, que Caitanya é Radha-Krsna.

Krishna Vem Novamente 4

Foto: Caitanya como Radha-Krsna.

É confirmado pelos shastras, portanto, que Sri Krsna Caitanya é Krsna. No Srimad-Bhagavatam (7.9.38), como já disse, afirma-se que channah kalau yad abhava, isto é, em Kali-yuga, Ele não aparece diretamente, como apareceu em encarnações como Nrsimhadeva, Vamanadeva ou o Senhor Ramacandra, senão que aparece, abhavat, como devoto, o Senhor Caitanya Mahaprabhu. “Algumas vezes, portanto, sois tratado como tri-yuga”. Existem quatro yugas, mas Ele é conhecido como tri-yuga porquanto, em três yugas, Ele aparece distintamente, e, na quarta yuga, Kali-yuga, aparece como devoto.

 

 

Se gostou deste artigo, talvez também goste deste: Um Sannyasi Tântrico e um Suposto Impersonalista: Caitanya Mahaprabhu Visita Duas Casas

5 Respostas

  1. Joaquim Caldas

    Muito boa leitura! Minha alma está mais leve do que antes. Salve Krsna!

    24 de março de 2013 às 7:54 PM

  2. Manu Putra dasa

    Só os bhakta-yogis para entenderem essa intimidade dessa linha trazida por Prabhupada para o ocidente. Haribol!

    25 de março de 2013 às 8:20 AM

  3. Edvaldo Rangel

    Isto é muito bom, pois traz a verdadeira liberdade. Em momentos sem ilusão, nossa alma se expande, tomando conta da sala ou do quarto onde estamos. Uma grande liberdade de consciência envolvendo nossa pequenina almazinha. Hare Krsna!

    13 de junho de 2013 às 8:01 PM

  4. Anônimo

    Conforta a minha alma.

    24 de junho de 2013 às 1:57 PM

  5. claudio flecha

    Aquele que quer cantar o mantra Hare Krsna tem que adotar este princípio de trnad api sunicena.
    Se adquirirmos tais qualificações, poderemos cantar o maha-mantra Hare Krsna sem nenhuma perturbação.

    25 de outubro de 2015 às 8:36 AM

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s