A Morte do Filho de Srivasa e a Ciência da Transmigração da Alma

A Morte do Filho de Srivasa e a Ciência da Transmigração da Alma 01

Vrndavana Dasa Thakura
Excerto do capítulo 25 do Madhya-khanda da obra Caitanya Bhagavata

Todas as glórias, todas as glórias ao Senhor Chaitanya, o Senhor de todo o universo! Todas as glórias ao rei dos brahmanas, dos Vedas, da religião verdadeira e dos sannyasis! Todas as glórias ao Senhor Chaitanya, que é um oceano de misericórdia e a jóia nascida do ventre de Sacidevi! Todas as glórias ao Senhor Chaitanya! Todas, todas as glórias ao Senhor Nityananda! Todas as glórias ao Senhor Chaitanya e a Seus devotos! Certamente obtêm o serviço devocional puro aqueles que ouvem constantemente a narração destes passatempos transcendentais de Sri Chaitanya Mahaprabhu.

O Falecimento do Filho de Srivasa

Um dia, como usual, o Senhor dançava na casa de Srivasa, enquanto ele e outros devotos alegremente faziam kirtana. Enquanto os devotos assim cantavam e dançavam; por arranjo divino, o filho de Srivasa, que em outro cômodo da casa se encontrava, falece por causa de uma doença. Assim, enquanto o Senhor Chaitanya dançava em êxtase, as mulheres começaram a chorar desamparadamente dentro da casa. Tendo sido alcançado pelo som do choro, Srivasa correu para o cômodo e viu que seu filho agora vivia no mundo espiritual. Srivasa Pandita era um devoto muito elevado, grave e erudito, e instruiu as mulheres, que eram com ele aparentadas.

“Todas vocês conhecem as glórias do Senhor Krishna. Parem, portanto, de chorar, e contenham a lamentação no coração de vocês. O Senhor Supremo – cujo santo nome, se proferido mesmo uma única vez, é capaz de conduzir até mesmo o pior pecador para Sua morada transcendental – está agora pessoalmente presente dançando em êxtase com Seus servos, dentre os quais estão Brahma e todos os semideuses. Se alguém morre nesse momento todo-auspicioso, por que deveria haver alguma lamentação? Meu filho foi muito afortunado em sua morte. Estou certo de que ele alcançou a meta da vida. Se vocês não são capazes de se livrar dos apegos da vila familiar, então mantenham o choro de vocês na intimidade de seus corações e chorem mais tarde. Ninguém deve saber sobre esse incidente, pois isso poderia atrapalhar a felicidade que o Senhor prova enquanto dança. Se o Senhor ouvir a respeito da morte de meu filho e isso O fizer retornar à consciência externa, então certamente me afogarei hoje no Ganges”.

Em razão das palavras de Srivasa, todos se acalmaram. Srivasa, então, retornou para o kirtana do Senhor. Srivasa cantou alegremente no kirtana – na presença do Senhor, sua alegria crescia continuamente. Essas são as glórias de Srivasa Pandita. Os associados pessoais de Chaitanya Mahaprabhu possuem todas as grandes virtudes. Sempre com os devotos ao Seu redor, o Senhor Chaitanya dançava em grande enlevo. Um após outro, os devotos gradualmente tomavam conhecimento da partida do filho de Srivasa. Contudo, escondendo sua lamentação, ninguém expressou externamente nenhum sofrimento. O Senhor Chaitanya, a onisciente Suprema Personalidade de Deus, por fim apresentou uma pergunta perante o coração de todos os devotos. O Senhor disse: “Hoje, algo perturba Meu coração. Que espécie de infelicidade trouxe essa sombra negra para a casa de Srivasa?”. Srivasa Pandita respondeu: “Meu Senhor, que lamentação poderia me afetar visto que Você está pessoalmente iluminando minha casa com Seu semblante sorridente?”.

Por fim, os principais devotos informaram o Senhor acerca do falecimento do filho de Srivasa. Com gravidade e respeito, o Senhor disse: “Digam-Me há quanto tempo”. Informaram ao Senhor que o falecimento havia ocorrido duas horas antes do pôr do sol. Os devotos disseram: “Temendo atrapalhar Sua dança, Srivasa não revelou isso a ninguém. O garoto partiu já há sete horas e meia. Dê-nos a ordem e observaremos imediatamente os ritos finais”. Ao ouvir tudo isso, o Senhor ficou deveras surpreso com Srivasa e exclamou o nome de Govinda. “Como Eu poderia viver sem sua companhia?”, o Senhor disse antes de começar a chorar. “Como irei deixar a companhia de uma pessoa que, por amor a Mim, não se lamenta sequer pela perda do filho?”. Depois desses dizeres, o Senhor Chaitanya irrompeu em um amarescente choro.

Entre si, os devotos discutiam o significado das palavras do Senhor, as quais indicavam que Ele estava considerando partir. Sem nada entenderem, todos se sentiam confusos. O significado de Suas palavras era que, no futuro, Ele deixaria a vida familiar e aceitaria a vida de sannyasa. Quando chegado for esse evento, todos chorarão profundamente e irão respirar com grande dificuldade.

A Ciência da Transmigração da Alma

Quando Chaitanya Mahaprabhu acalmou Seus sentimentos, todos foram até o devoto para realizarem os ritos finais. Na presença de todos, Sri Chaitanya Se dirigiu ao falecido filho de Srivasa: “Por qual razão você deixou a casa de Srivasa Pandita?”. “Meu Senhor”, respondeu o garoto. “Tudo acontece sob os Seus desígnios. Quem poderia agir contra Sua vontade?”. Ao ouvirem o garoto falecido respondendo dessa forma à pergunta do Senhor, todos os devotos ficaram surpresos e maravilhados. Com todos os devotos a ouvirem-no atentamente, o garoto continuou: “Já experimentei os dias que me cabiam neste corpo. Quanto ao término de sua validade, nada posso fazer para evitar. Agora irei para a cidade de outro corpo. Meu Senhor, embora eu tenha de obrigatoriamente deixar este corpo, por favor, seja misericordioso comigo e permita-me não me esquecer de Você. Quem é pai de quem? Ó Senhor, quem é filho de quem? Todos experimentam o resultado de seu karma individual. Enquanto meu destino permitiu que eu estivesse na casa de Srivasa, ali permaneci; agora, contudo, partirei para outra residência. Curvo-me perante Seus pés e perante os pés de Seus associados como forma de respeito. Por favor, não levem a sério minhas ofensas. Permitam-me, por favor, agora partir”.

Depois de dizer essas últimas palavras, o corpo do garoto se silenciou. Assim foi que o Senhor Chaitanya manifestou mais um passatempo maravilhoso, o qual afogou os devotos em um oceano de exultação transcendental. A lamentação de toda a família de Srivasa foi levada embora pelas ondas do bem-aventurado amor extático pelo Senhor Krishna. Experimentando o júbilo do amor a Deus, os parentes de Srivasa se atiraram aos pés do Senhor Chaitanya, e, chorosos, disseram: “Ó Senhor! Nascimento após nascimento, Você é nosso pai, nossa mãe, nosso filho e nosso mestre. Que jamais nos esqueçamos de Seus pés de lótus! Senhor, tendo nós sempre devoção por Seus pés, por que deveríamos temer algum nascimento?”. Dessa maneira, com suas vozes embargadas em virtude da intensa emoção, Srivasa e seus três irmãos oraram. Ao redor deles, nas quatro direções, os devotos choravam sem discrição alguma. O choro decorrente do amor extático pelo Senhor Krishna se fez ouvir nas quatro direções; tal sentimento transcendental assim tomou toda a casa de Srivasa.

Sri Chaitanya disse: “Ouça, Srivasa Pandita. Dado você conhecer os rumos deste mundo, como algum sofrimento poderia abalá-lo? Você, na verdade, é tão elevado que qualquer um que o vê também se livra de toda complicação material. Porque Nityananda e Eu somos seus filhos, você jamais experienciará sofrimento algum”. Os devotos receberam em grande júbilo essas misericordiosas palavras que emanavam da graciosa boca de Chaitanya Mahaprabhu. “Jaya! Jaya!”, eles exclamavam.

Fazendo kirtana por todo o percurso, até o Ganges o Senhor Chaitanya acompanhou os devotos, que carregavam o cadáver do filho de Srivasa. Com o término dos ritos apropriados, todos se banharam no Ganges. Acompanhados pelo cantar do santo nome de Krishna, cada um dos devotos voltou para sua casa. Os familiares de Srivasa também retornaram para casa, inteiramente satisfeitos com os ritos finais.

Se gostou deste artigo, talvez também goste deste: Experiências de Quase-Morte nas quais a Ciência Aponta para a Alma.

 

Adquira a obra Sri Caitanya-caritamrta e conheça outros passatempos do Senhor Caitanya e Seus associados:

 02 R (história) A Morte do Filho de Srivasa (1230) (espiritismo, reencarnação) (Srivasa dia 3)2

2 Respostas

  1. Daniela

    Que passatempo mais lindo do Senhor Caitanya! Em pensar que o amor a Krishna pode superar até mesmo a dor da morte! Haribol!!! Jaya Sri Krishna Caitanya Mahaprabhu!!!

    2 de abril de 2013 às 3:09 PM

  2. jacinto francisco monteiro da silva/manu putra dasa

    esse é o verdadeiro conhecimento da alma liberada. que eu possa adquirir tal fortuna pela misericodia dos vaisnavas.

    20 de março de 2017 às 8:42 PM

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s