A Perfeição do Desejo

10 I (poesia - krishnacore) A Perfeição do Desejo (2000)1

Ray Cappo

Devido à influência de um punk que se tornara devoto, Larry Puglisi, a consciência de Krishna encontrou espaço na cena hardcore de Nova Iorque nos meados de 1980. Em 1989, o fanzine americano de música alternativa Maximumrocknroll publicou em sua capa Ray Cappo, do Shelter, em sua capa com o título “Ray Cappo e os Krishnas”. Ray era uma das principais figuras na cena hardcore no final dos anos 80 com sua banda Straight-edge de nome Youth of Today. Ray Cappo demonstrara interesse por espiritualidade perto do fim do Youth of Today e, depois que a banda acabou, lançou um EP com o guitarista Porcell, o que deixou tudo ainda mais evidente. Veio, então, o Shelter em sua forma seminal. A banda, liderada por Ray, gradualmente ganhou respeito após lançar dois EPs e o primeiro álbum, “Perfection of Desire”, que Ray escreveu em uma semana no sótão de sua mãe. Abaixo, as nove músicas, seguidas de tradução, que compõem o álbum.

 

1 – Turn It Around (Mude de Atitude)

Turn it around

Mude de atitude

So proud of this modern society
With all our brains
what did we gain with our technology?
Better wars, cars and VCR’s is what they’re building for me
But this world’s not getting satisfied
it’s building more greed

Tão orgulhosos desta sociedade moderna
Com todos os nossos cérebros, o que ganhamos com nossa tecnologia?
Melhores guerras, carros e videocassetes é o que estão construindo para mim
Mas este mundo não está encontrando satisfação
Está construindo mais ganância

And TV that’s for me, our advanced communication
Wasting my time mind and imagination
Station to station: mind devastation
Polluting our youth across the nation

E a tevê, essa é para mim, nossa comunicação avançada
Desperdiçando meu tempo, mente e imaginação
De canal em canal: devastação mental
Poluindo nossa juventude ao longo da nação

Turn it around

Mude de atitude

And this is what they’re calling civilization
Our leaders push us forward to annihilation
Nation against nation, this is our creation
Intoxicate, inebriate to keep from contemplation
Doctors work on cures for diseases we created
From cancer causing chemicals we dumped and then ate
The birds and bees and trees are now becoming outdated
‘Cause modern man’s advanced mind is too sophisticated

 

E isso é o que eles chamam de civilização
Nossos líderes nos empurrando para a aniquilação
Nação contra nação, essa é a nossa criação
Intoxicar, inebriar para nos impedir de contemplar
Médicos trabalham na cura das doenças que nós criamos
Do câncer das químicas que descartamos e então comemos
Os pássaros e abelhas e árvores agora são antiquados
Porque a mente do homem moderno é sofisticada demais

Turn it around

Mude de atitude

So proud of our modern sexual liberation
With broken families and unwanted population
Expect three out of four divorces out of any given situation
While the kids are left out for their street education
And so called freedom is obtained by good looks or a gun
And money changes laws no matter what they’ve done
And the greatest goal in life is to have some fun
At anybody’s cost to be number one

 

Tão orgulhosos de nossa liberação sexual moderna
Com famílias arruinadas e população indesejada
Espere três divórcios em cada quatro casamentos, sem nenhum bom motivo
Enquanto as crianças são deixadas para trás, para sua educação na rua
E a dita liberdade é obtida por boa aparência ou uma arma
E o dinheiro muda as leis, independente do que tenham feito
E a meta suprema da vida é se divertir um pouco
A custa de qualquer um, ser o número um
Well I’m sick of these lies and denial
If we care out there let’s make our arrival
Our twentieth century advancement will go on for a while
How much more will we destroy in the name of survival?

 

Bem, estou cansado dessas mentiras e contradições
Se nos importamos, mostremos a nossa cara
Os avanços do nosso século vinte prosseguirão por algum tempo
Quanto mais destruiremos em nome de sobrevivência?

 .

2 – In the Name of Comfort (Em Nome do Conforto)

Ideals fall through… and promises too
We’ll skip the test… and settle for less
Who’s been overlooked… and who’s been rooked?
Who’s left to die… and who’s left to cry?
We’ll shut our ears… we don’t want to hear
The suffering and pain… it’ll bother our brain
Don’t like being disturbed… or even perturbed
Oh so many hurt for wanting comfort first!

 

Ideais ficam para trás… e promessas também
Pularemos o teste… e nos contentaremos com menos
Quem está sendo negligenciado… e quem está trapaceado?
Quem é deixado para morrer… e quem é deixado para chorar?
Taparemos nossos ouvidos… não queremos ouvir
O sofrimento e a dor… incomodarão nossa cabeça
Não gostamos de ser perturbados… ou mesmo incomodados
Oh, tanta dor por termos o conforto como prioridade!

In the name of confort

Em nome do conforto

Turn off the brain… to reason is pain
It’s easier to accept… than to question it
We’ll tag and label… and assume when we’re able
Lost our common sense… for the sake of convenience
What friends did we abuse… and who did we use?
Which did we choose… and which will we loose?
Well its easier to judge… and hold a grudge
But left sad and lonely, I relied on comfort only!

 

Desligue o cérebro… pensar é doloroso
É mais fácil aceitar… do que questionar
Iremos tachar e rotular… e fingir quando pudermos
Perdemos nosso bom senso… pela causa da comodidade
De quais amigos abusamos… e quem nós usamos?
Quais escolhemos… e quais perderemos?
Bem, é mais fácil julgar… e qualquer rancor
Mas deixado triste e solitário, conto apenas com o conforto 

In the name of confort

Em nome do conforto

And how much will we waste… decorating our space?
A high priced nest… just so we can rest
A test of sincerity: can we perform the austerity?
Excuses justification for a comfortable situation

E quanto desperdiçaremos… decorando nosso espaço?
Um ninho muito dispendioso… apenas para podermos dormir
Um teste de sinceridade: podemos fazer a austeridade?
Justificativas e desculpas por uma situação confortável

In the name of confort

Em nome do conforto

What will we do?

O que faremos?

.

3 – Enough (O Bastante)

I thought you were the one I loved
I thought you were my freedom – you were my drug
I thought the more of you the more relief
But when it was supposed to be perfect I just got more grief

Pensei que você era o meu amor
Pensei que você fosse minha liberdade – você era minha droga
Pensei que o quanto mais de você, mais alívio
Mas quando era para ter sido perfeito, só cresceu minha desgraça

Well I’ve had enough it’s time to wake up

Bem, já tive o bastante, é hora de acordar

I thought it could only get better
I thought it would last forever
I was chewing the chewed – I couldn’t taste it
Maybe I knew it was nonsense but I couldn’t face it

Eu pensei que só podia melhorar
Eu pensei que duraria para sempre
Eu estava mastigando o mastigado – não conseguia sentir o gosto
Talvez eu soubesse que era sem sentido, mas eu não podia encarar isso

Well I’ve had enough it’s time to wake up

Bem, já tive o bastante, é hora de acordar

Fighting for right while not knowing what’s wrong
Trying to change the world with a song
And all those romantic days, even the best
I realize now led me to more distress

Lutando pelo que é certo sem saber o que há de errado
Tentando mudar o mundo com uma música
Todos aqueles dias românticos, mesmo os melhores
Entendo agora que só me deram mais aflição

Well I’ve had enough it’s time to wake up

Bem, já tive o bastante, é hora de acordar

.

4 – Society Based on Bodies (Sociedade Baseada em Corpos)

Society based on bodies

Sociedade baseada em corpos

Sexual liberation that is chaining us down
Giving us the freedom to spend our life chasing it around
And the movies and the magazines tell us we’re out of place
If we don’t have the fashion and the cash and a pretty face…
In my society based on bodies, judging bodies,
Killing bodies, chasing bodies… does anybody care?

A liberação sexual está nos acorrentando
Dando-nos a liberdade de gastar nossa vida buscando por isso
E os filmes e revistas nos dizem que estamos desajustados
Se não temos a roupa da moda e o dinheiro e uma cara bonita…
Na minha sociedade baseada em corpos, em julgar corpos
Matar corpos, perseguir corpos… alguém se importa? 

And if you’re ugly or fat, well sorry ‘bout that
You’re ranked second class no matter where your head’s at
Now thanks to our pursuit after the body
We’re shooting down our theory of equality…
In my society based on bodies, judging bodies,
Killing bodies, chasing bodies… does anybody care?

E se você é feio ou gordo, bem, sinto muito
Você é tido como inferior, independente de onde esteja sua cabeça
Agora, graças à nossa busca pelo corpo
Estamos matando nossa teoria de igualdade…
Na minha sociedade baseada em corpos, em julgar corpos
Matar corpos, perseguir corpos… alguém se importa?

Let’s look beyond the body and envision the soul
Real equality would shine free
That would be my goal:
No tall small, us them, young or old… 

Olhemos para além do corpo e visionemos a alma
A verdadeira igualdade brilhará livremente
Esta seria minha meta:
Nada de alto, baixo; nós, eles; jovem ou velho… 

In my society based on bodies, judging bodies,
Killing bodies, chasing bodies… does anybody care?

Na minha sociedade baseada em corpos, em julgar corpos
Matar corpos, perseguir corpos… alguém se importa?

.

5 – Death and Dying (A Morte e o Ato de Morrer)

You’re the only thing that sobers me up
And keeps me always trying
It may look bleak but I can’t be weak
And go on with more crying

 

Você é a única coisa que me deixa sóbrio
E me faz sempre continuar tentando
Pode parecer desanimador, mas não posso ser fraco
E continuar com mais choro

Each moment I search it won’t get worse…
So when will I stop denying?
Give up these lies… Time’s ticking by
As I watch this body dying

A cada momento que busco, não piorará…
Então, quando pararei de negar?
Abandonemos essas mentiras… O tempo está passando
Enquanto assisto a este corpo morrer

I’m gonna get some answers
About death and dying
Vou obter algumas respostas
Sobre a morte e o ato de morrer
The trivial things I’m caught up in
Can I give up this fantasy?
I know there’s more much more in store
Than what my eyes can see

 

Estou preso em coisas triviais
Posso rejeitar essa fantasia?
Sei que há muito mais reservado
Do que os meus olhos podem ver

Five minutes, five weeks, or fifty years
Which moment will be the last?
And when time runs out, what was it all about?
This is going by too fast

 

Cinco minutos, cinco semanas ou cinquenta anos
Que momento será o último?
E quando o tempo tiver acabado, para que terá sido tudo isto?
O tempo está passando rápido demais

I’m gonna get some answers
About death and dying

Vou obter algumas respostas
Sobre a morte e o ato de morrer

You belittle my proplems
and by doing so solve them
No more worries today

Tu fazes meus problemas parecem pequenos
E, fazendo isso, Tu os solucionas
Basta de preocupações por hoje 

We say we understand you
But don’t plan for you to be coming our way
I fear for my peers and see the future
In every elderly body’s face
But this material fantasy is hard to see
And when death comes we’re blown away

Dizemos que Te entendemos
Mas não fazemos planos para que cruzes o nosso caminho
Temo por meus iguais e vejo o futuro
No rosto de todo corpo idoso
Mas é difícil olhar para esta fantasia material
E quando a morte chega, somos apagados

Death and dying but no more crying

Continuam a morte e o ato de morrer, mas não há mais choro

.

6 – Photographs Lie (Fotografias Mentem)

As I admire the smiles on the people in the photo
I think “What am I missing this time?”
I’m always racing, chasing, someone, somewhere, that isn`t mine
Thinking that the grass is greener on the other side
Thinking that in your shoes I’ll be satisfied

Conforme admiro os sorrisos das pessoas na foto
Eu penso: “O que estou perdendo desta vez?”.
Estou sempre correndo, perseguindo, alguém, algum lugar, que não é meu
Pensando que a grama é mais verde do outro lado
Pensando que no seu lugar eu ficarei contente

First admiration, then contemplation
Tricking my mind… cause I know that photographs lie

 

Primeiro admiração, então contemplação
Enganando a minha mente… porque sei que as fotografias mentem 

Well photographs lie – they fool my eyes
They show me something that is not
It’s like fire that makes me desire
What they have while they may want what I’ve got

Bem, fotografias mentem – zombam de meus olhos
Mostram-me algo que não é
É como um fogo que me faz desejar
O que eles têm enquanto eles talvez desejem o que eu tenho

And this romanticism is like a prison
‘Cause life won’t turn out to how it is foreseen
So will any body care or just be there
To pick up our shattered dreams?

E essa romantização é como uma prisão
Porque a vida não se transformará no que é pressagiado
Então, alguém se importará ou ao menos estará lá
Para pegar nossos sonhos estilhaçados? 

First admiration, then contemplation
Tricking my mind… cause I know that photographs lie

Primeiro admiração, então contemplação
Enganando a minha mente… porque sei que as fotografias mentem

Admiring you while you may be admiring me
Photographs painting a false picture of reality
And I think I’d rather leave it, just leave it as a blur
Instead of lamenting over the past of things that never were

Admirando você enquanto você talvez me admire
Fotografias retratam falsamente a realidade
E acho que é melhor deixar isso de lado, como um borrão
Em vez de lamentar pelo passado de coisas que nunca existiram 

First admiration, then contemplation
Tricking my mind… cause I know that photographs lie

Primeiro admiração, então contemplação
Enganando a minha mente… porque sei que as fotografias mentem

.

7 – Shelter (Refúgio)

Shelter. I’ve had enough.

Refúgio. Já tive o bastante.

Oh, I need Your help. Just through my eyes I see
Thinking that this world revolves around me
And with myself as the center I’ll never see
The diference of illusion and reality 

Ah, preciso de Tua ajuda. Apenas pelos meus olhos eu vejo
Pensando que este mundo gira em torno de mim
E comigo como o centro eu jamais verei
A diferença entre ilusão e realidade 

I need Your help, I’m praying for Your help
Don’t wanna hurt boys and girls, or anyone else
And I know I tried in this life to improve myself
But now I know nothing but I know what I lack
Every step I’m taking forward I’m taking two back 

Eu preciso de Tua ajuda, estou orando por Tua ajuda
Eu não quero ferir garotos e garotas, ou qualquer outro ser
E sei que tentei nesta vida me aprimorar
Mas agora eu sei que não sei nada, mas sei o que me falta
A cada passo que dou para frente estou dando dois para trás 

I need Your shelter. I’ve had enough.

 Eu preciso do Teu refúgio. Já tive o bastante.

nama om vishnu-padaya krishna-presthaya bhu-tale
srimate bhaktivedanta svamin iti namine 

Sânscrito: Reverencio Bhaktivedanta Swami Prabhupada
Que é muito querido ao Senhor KrishnaPor ter-se refugiado a Seus pés de lótus

Inattentive, insensitive, for what others have found
Letting false ego drag me around
I’m confessing, I’m missing all I can learn
I’m not humbling, I’m crumblig and now I’m concerned 

Desatento, insensível ao que outros encontraram
Deixando o falso ego me arrastar por aí
Confesso que estou deixando passar tudo o que posso aprender
Não estou me humildando, estou me esmigalhando e agora estou preocupado 

Give me shelter. Give me shelter.

Dá-me refúgio. Dá-me refúgio.

namaste sarasvate deve gaura-vani-pracharine
nirvishesha-shunyavadi pashchatya-desha-tarine

Sânscrito: Reverenciamos-te, ó servo de Sarasvati Gosvami
Estás difundindo a mensagem do Senhor Chaitanya
E libertando os países ocidentais, que estão cheios de impersonalismo e niilismo 

I’m all tied up and my eyes are shut
And these chains I’ve created they’re too tough to cut
By me, by me… I need someone who’s free
From birth and suffering and worldly misery 

Estou amarrado e meus olhos estão fechados
E estas correntes que eu criei são duras demais para cortar
Por meu esforço, por meu esforço… Preciso de alguém livre
Do nascimento e do sofrimento e da miséria deste mundo 

I need Your shelter. I’ve had enough. 

Eu preciso do Teu refúgio. Já tive o bastante.

I surrender… I’m tired trying to come out on top
It’s lonely it’s selfish I pray I can stop
Fueling my mind and fooling myself
And I’m needing and pleading and searching for Your help
I need your shelter 

Eu me rendo… Estou cansado de tentar ficar por cima
É solitário, é egoísta, oro que eu consiga parar com isso
Insuflando minha mente e iludindo a mim mesmo
E preciso e rogo e busco por Tua ajuda
Preciso do Teu refúgio 

I need Your shelter. I’ve had enough.

Eu preciso do Teu refúgio. Já tive o bastante.

I’ll never fulfill these desires, I need something higher
Please extend Your hand and save me from this fire 

Eu jamais satisfarei estes desejos, preciso de algo superior
Por favor, estenda Tua mão e salva-me deste incêndio

. 

8 – Freewill (Livre-arbítrio)

Propaganda turns you vs. me
And you say you want me to be free
You say I’ve lost my identity
If I don’t fit into your concept of reality 

A propaganda coloca você contra mim
E você diz que você me quer livre
Você diz que eu perdi a minha identidade
Se eu não me encaixo no seu conceito de realidade 

You measure success by possessing my freewill
Cause I want the best I’ll always attest to my freewill 

Você mede o sucesso pela posse do meu livre-arbítrio
Porque eu quero o melhor, sempre garantirei o meu livre-arbítrio 

Suspicion, how’s your vision?
And I just want some insight
I don’t want to fight to prove I’m better than anyone else
But the chains that you claim are restraining my brain
Are attached to yourself… Attached to yourself 

Suspeita, qual é a sua visão?
E só quero compreender claramente
Eu não quero brigar para provar que sou melhor do que alguém
Mas as correntes que você diz estarem restringindo meu cérebro
Estão ligadas a você… Ligadas a você. 

I don’t want anyone to control my mind
So you make your decisions and I’ll make mine
Without hearing me out you’ve drawn the line
Well that’s dogma, just a different kind 

Não quero que ninguém controle minha mente
Então, tome suas decisões e eu tomarei as minhas
Sem me ouvir, você traçou o limite
Bem, isso é dogma, apenas de um tipo diferente 

You measure success by possessing my freewill
Cause I want the best I’ll always attest to my freewill 

Você mede o sucesso pela posse do meu livre-arbítrio
Porque eu quero o melhor, sempre garantirei o meu livre-arbítrio 

Suspicion, how’s your vision?
And I just want some insight
I don’t want to fight or prove I’m better than anyone else
But the chains that you claim are restraining my brain
are attached to yourself 

Suspeita, qual é a sua visão?
E só quero compreender claramente
Eu não quero brigar para provar que sou melhor do que alguém
Mas as correntes que você diz estarem restringindo meu cérebro
Estão ligadas a você… 

Deprogrammers want to program me
How is that for irony?
To be like someone you want me to be
if I disagree with your philosophy 

Desprogramadores querem me programar
Isso não é irônico?
Ser alguém que você quer que eu seja
Se eu discordo da sua filosofia? 

You measure success by possessing my freewill
Cause I want the best I’ll always attest to my freewill

Você mede o sucesso pela posse do meu livre-arbítrio
Porque eu quero o melhor, sempre garantirei o meu livre-arbítrio

.

9 – Saranagati (Rendição)

People in this world actually claim they possess
Land and sky and water, but they try to forget
That everything that they build and everything that they kill
Was handed to them by Your free will

As pessoas neste mundo alegam realmente possuir
A terra e o céu e a água, mas tentam se esquecer
De que tudo o que constroem e tudo o que matam
Foi-lhes dado por Tua livre vontade

Second hand gods, that’s all we are
Not creating – manipulating and leaving the scars
Robbing form the earth and stealing from the trees
Not out of need but greed and false prestige

Deuses de segunda mão, é simplesmente o que somos
Não criamos – manipulamos e deixamos as cicatrizes
Roubando a Terra e furtando as árvores
Não por necessidade, mas ganância e falso prestígio

But it’s all Yours! What can we own?
Not family, property – it’s all on loan
But our miserly minds, of “I”, “me” and “mine”
Fight in wars for what’s not ours

Mas tudo isso é Teu! O que podemos ter?
Nem família nem propriedade – isso é tudo emprestado
Mas nossas mentes miseráveis, de “eu”, “mim” e “meu”
Travam guerras por aquilo que não é nosso

So here’s my plea for:
Saranagati (surrender)

Então, aqui está minha súplica por:
Saranagati (rendição)

I’m trying to understand You’re the Supreme Friend
You’re beside me and You guide me like no one else can
Help me see You in everything and everything in You
When will I appreciate all that You do?

Estou tentando entender que és o Amigo Supremo
Estás perto de mim e me guias como ninguém mais poderia
Ajuda-me a ver-Te em todo lugar e a ver tudo em Ti
Quando apreciarei tudo o que Tu fazes?

Even pain in this world is to help us see
The reality of material misery
Please help me transcend – I want it to end
Happiness without You, I can just pretend

Mesmo a dor neste mundo é para nos ajudar a ver
A realidade da miséria material
Por favor, ajuda-me a transcender – quero que isto acabe
A felicidade sem Ti, só me é possível fingindo

And ‘cause You’re so kind, You give us a mind
To choose to love You or leave You behind
Forgetting reality, we create this duality
And I’m sick of this fallacy…

E porque és tão amável, Tu nos dás uma mente
Para escolher amá-lO ou deixá-lO para trás
Esquecendo a realidade, criamos esta dualidade
E estou cansado desta falácia… 

Saranagati (surrender)

Saranagati (rendição)

You’re the root of creation and we’re just some leaves
By fufilling Your desire, we find our relief
Enjoyment apart form You creates more grief
These leaves become dry, we cry and drop with the breeze

És a raiz da criação e nós somos apenas algumas folhas
Cumprindo Teu desejo, encontramos nosso remédio
Desfrute separado de Ti apenas cria mais sofrimento
Estas folhas secam, nós choramos e caímos com a brisa

I’ve tried to gratify my senses, but what have I gained?
This so-called pleasure is just a cessation of pain
Fooled myself with love, again and again
Attracted by romance and smashed in the end

Eu tentei gratificar os meus sentidos, mas o que eu ganhei?
Esse dito prazer é mera interrupção da dor
Eu fiz papel de bobo no amor, vezes e mais vezes
Atraído pelo romance e esmagado no final

Surrounded by people, but left all alone
And even amongst friends, I felt far from home
We’re one with each other, but You’re different from me
Like a drop from the sea… If we want to be free….

Rodeado por pessoas, mas deixado completamente sozinho
E mesmo entre amigos, sentia-me longe de casa
Somos unos, mas és diferente de mim
Como uma gota do mar… Se queremos ser livres:

Saranagati (surrender)

Saranagati (rendição)

.

Se gostou deste material, também gostará destes: Krishnacore, Quando a Retidão Alcança o Supremo, De Volta ao Caminho.

.

Se gostou deste material, também gostará do conteúdo destas obras:

10 I (poesia - krishnacore) A Perfeição do Desejo (2000)3' 10 I (poesia - krishnacore) A Perfeição do Desejo (2000)2

Anúncios

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s