Como o Trabalho Pode Ser Adoração

7 (entrevista) Como o Trabalho Pode Ser Adoraç╞o (891)

Uma conversa com A.C. Bhaktivedanta Swami Prabhupada

O que Krishna quer dizer quando diz no Bhagavad-gita que não devemos ter desejos? O que distingue karma de bhakti?

Devoto: O que Krishna quer dizer quando diz no Bhagavad-gita que não devemos ter desejos?

Srila Prabhupada: Ele quer dizer que tudo o que devemos desejar é servi-lO. Sri Chaitanya Mahaprabhu disse, na dhanam na janam na sundarim kavitam va jagad-isha kamaye: “Não quero riquezas, não quero seguidores e não quero mulheres bonitas”. Então, o que Ele quer? “Quero servir Krishna”. Ele não diz: “Não quero isto, não quero aquilo. Que Eu Me torne o nada”. Não.

Devoto: O não devoto também diz saber o que quer, mas ele diz: “Posso conseguir os mesmos bons resultados sem Krishna”.

Srila Prabhupada: Ele, então, é um tolo, porque não sabe o que realmente são “bons resultados”. Hoje, ele está pelejando muito arduamente por um “bom resultado”; amanhã, no entanto, ele desejará outra coisa, porque ele tem que se submeter a uma troca de corpo quando morre. Ora está dentro do corpo de um cão e desejando um “bom resultado”, ora está dentro do corpo de um semideus e desejando outro “bom resultado”. Bhramatam upary adhah: ele está vagando para cima e para baixo no universo, tal qual uma roda-gigante. Sim. Ele, algumas vezes, eleva-se a uma posição elevada, porém, em seguida, tem que descer e aceitar o corpo de um cão ou de um porco. Isso está acontecendo.

brahmanda bhramite kona bhagyavan jiva
guru-krishna-prasade paya bhakti-lata-bija

“Após vaguear pelos altos e baixos do universo por muitas vidas, o sujeito que é muito afortunado chega à vida devocional pela misericórdia do mestre espiritual e Krishna”.

Devoto: Bem, o não devoto dirá: “Também estamos prestando um bom serviço. Vocês estão distribuindo alimentos, e nós também estamos. Vocês estão abrindo escolas, e nós também estamos”.

Srila Prabhupada: Sim, mas estamos abrindo escolas que ensinam a consciência de Krishna, enquanto suas escolas estão ensinando ilusões. O problema é que os patifes não podem compreender a diferença entre bhakti e karma. Bhakti parece karma, mas não é karma. Em bhakti, também trabalhamos, mas para a causa de Krishna. Eis a diferença.

Por exemplo, Arjuna lutou na Batalha de Kurukshetra, mas, porque ele lutou por Krishna, ele é aceito como um grande devoto. Krishna lhe disse, bhakto ’si priyo ’si me: “Arjuna, és Meu querido devoto”. O que Arjuna fez? Tudo o que fez foi lutar. No entanto, lutou para Krishna. Esse é o segredo. Ele não mudou sua aptidão de luta como guerreiro, senão que mudou sua mentalidade. No começo, ele pensava: “Por que matarei meus parentes? Deixarei o campo de batalha e rumarei para a floresta, onde me tornarei um mendicante”. Krishna, porém, queria que ele lutasse, em razão do que ele se rendeu e fez isso como um serviço a Krishna. Não o fez por sua gratificação sensorial pessoal, mas para a gratificação sensorial de Krishna.

Devoto: Então, a gratificação sensorial está presente mesmo no serviço devocional?

Srila Prabhupada: Sim. O karmi trabalha para sua gratificação sensória pessoal, e o bhakta trabalha para a gratificação sensória de Krishna. Essa é a diferença entre um não devoto e um devoto. A gratificação sensorial está presente em ambos os casos, mas quando você trabalha para sua gratificação sensória pessoal é karma, e quando você trabalha para a gratificação sensória de Krishna é bhakti. Bhakti e karma parecem, mas a qualidade é diferente.

Outro exemplo é o comportamento das gopis. Krishna foi um belo garoto, e as gopis se atraíram por Ele. Elas O queriam como seu amante, e deixaram suas casas no meio da noite para dançarem com Ele. Parece, então, que agiram pecaminosamente – mas não foi esse caso, pois o centro era Krishna. Portanto, Chaitanya Mahaprabhu recomenda, ramya kachid upasana vraja-vadhu-vargena ya kalpita: “Inexiste forma de adoração a Krishna superior àquela praticada pelas gopis”.

Mas indivíduos sem caráter pensam: “Ah, isso é muito bom. Krishna dançou na calada da noite com mulheres alheias, então reunamos algumas mocinhas e dancemos para desfrutarmos igual a Krishna”. Esse é um entendimento grosseiramente errado dos passatempos de Krishna com as gopis. Para impedir esse desentendimento, Srila Vyasadeva devotou nove cantos do Bhagavatam a descrever a posição de Krishna como a Suprema Personalidade de Deus. Ele, então, fornece uma descrição do comportamento de Krishna com as gopis. Os indivíduos sem caráter, no entanto, vão diretamente para o décimo canto, para o relacionamento de Krishna com as gopis. Eles, destarte, tornam-se sahajiyas.

Devoto: Tais pessoas experimentarão uma mudança de coração uma vez que, de uma maneira ou outra, estão se associando com Krishna?

Srila Prabhupada: Não. Kamsa também se associou com Krishna – mas como inimigo. Isso não é bhakti. Bhakti tem que ser anukulyena krishnanushilanam: serviço devocional favorável. Não se deve imitar Krishna ou tentar matá-lO. Isso também é consciência de Krishna, mas não é favorável e, por conseguinte, não é bhakti. Ainda assim, os inimigos de Krishna são salvos, haja vista que, de uma maneira ou outra, pensaram em Krishna. Obtêm a libertação impessoal, mas não são autorizados a entrar nos passatempos de Krishna no mundo espiritual. Essa bênção é reservada àqueles que praticam a devoção amorosa pura por Krishna.

.

Se gostou deste material, também gostará destes: O Florescer da Consciência, 10 Tecnologias Essenciais para uma Gestão Potencializada.

.

Se gostou deste material, também gostará do conteúdo destas obras:

7 (entrevista - evoluç╞o espiritual) Como o Trabalho Pode Ser Adoraç╞o (890) (bg)2 7 (entrevista - evoluç╞o espiritual) Como o Trabalho Pode Ser Adoraç╞o (890) (bg)3 7 (entrevista - evoluç╞o espiritual) Como o Trabalho Pode Ser Adoraç╞o (890) (bg)57 (entrevista - evoluç╞o espiritual) Como o Trabalho Pode Ser Adoraç╞o (890) (bg)4

 

 

Anúncios

Uma resposta

  1. onde foi tirado essa conversa ?

    25 de julho de 2016 às 5:21 PM

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s